domingo, 17 de setembro de 2017

A corrupção é a maior das injustiças sociais.

 Por Almir Quites
O sol da impunidade torra o Brasil

Para comecar, três afirmações importantes: 


1) A corrupção é a maior das injustiças sociais. A corrupção empobrece o país e aumenta o poder dos corruptos, o que acelera a escalada da corrupção e o empobrecimento. É um ciclo vicioso.

2) Regimes autocráticos e políticos corruptos temem um ministério público independente.

3) Os brasileiros ainda não se deram conta da gravidade da situação, porque a guerra de informação e desinformação os deixa confuso.


Com estas afirmações em mente, vamos analisar o que está acontecendo no Brasil.

Michel Temer foi o primeiro presidente da República denunciado por um crime comum. Na quinta-feira passada, dia 14/09/2017, o Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, cumprindo com suas funções constitucionais, apresentou a segunda denúncia contra Temer ao Supremo Tribunal Federal (STF). Acusa-o de obstrução da Justiça e de líder de organização criminosa de recebimento de propina que movimentou valores que chegaram a 587 milhões de reais.

Esta nova denúncia da Procuradoria Geral da República é muito mais ampla e comprovada do que a primeira. Há dezenas de testemunhas arroladas. Descreve minuciosamente como funciona a Organização Criminosa. No entanto, mesmo assim, ela também será barrada na Câmara dos Deputados, porque lá os votos são comprados com recursos, públicos, cargos e outras benesses. É uma vergonha!

Enquanto isto, os marqueteiros do governo inundam as mídias e redes sociais (
Facebook, Twitter, LinkedIn, Snapchat, Instagram etc.) com textos cujo objetivo é atacar a pessoa do Procurador Rodrigo Janot e desmoralizar a denúncia. Eles espalham que a denúncia é fraca, fragmentada e sem as condições jurídicas mínimas necessárias. Estas coisas de marqueteiros, que a rede de militantes do governo espalham, ajudados por desinformados e tolos, que repassam. 

Sobre a economia, os marqueteiros são ufanistas. Dizem que a economia está melhorando e que a saída de Temer da Presidência iria piorá-lá. Claro que isto não é verdade!

É evidente que uma possível melhora na economia não é argumento válido para que se deixe de investigar e condenar políticos corruptos, como sugere a poderosa propaganda de Temer.

É o furacão da desinformação assolando o país!

A indignação é tanta que nem se consegue chamar de "Presidente" (
da República) àquele que comanda a Organização Criminosa (OrCrim) que está envolvida em tão tenebrosas transações. Por causa disto, refiro-me a ele simplesmente como Temer, o próprio "facínora que rouba a verdade", quando usa recursos de origem pública para pagar os seus marqueteiros.

Está comprovado que a Organização Criminosa (OrCrim) adonou-se do Estado e "aparelhou" mais de 2 milhões de cargos públicos. Hoje ela desvia vultosos recursos do Estado, inclusive por meio de dinheiro vivo (
51 milhões de reais) circulando em malas para o "bunker"-apartamento de Gedel Vieira Lima [Nota 1], como os brasileiros viram na TV.

Os partidos políticos foram transformados em células da OrCrim, de modo que ela até legisla em causa própria. Assim, ficou praticamente impossível salvar o Brasil. Nem mesmo as eleições de 2018 poderão limpar a política brasileira, como explica o artigo indicado abaixo.

A dívida pública interna do Brasil atingirá 100% do Produto Interno Bruto (PIB), já na posse do próximo governo. No entanto, continuaremos apáticos. O próximo governo poderá sucumbir ao calote na dívida pública.

Estamos caminhando no rumo da falência do sistema econômico, o que abaterá desde os grandes bancos até as pessoas físicas. Os bancos podem até fechar para evitar uma corrida bancária e impedir seus clientes de efetuarem saques. Estamos caindo numa crise tão grande quanto a da Venezuela.

A situação à qual já chegamos no Brasil é gravíssima, mas os Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário continuam deliberadamente cegos e insensíveis!

Temer não pode ser investigado, porque a Câmara Federal não deixa!

Enquanto a dívida pública cresce, todos os esforços estão concentrados numa guerra aberta entre Temer e o Procurador Geral da República, apesar de que ele termina seu mandato nesta semana.

Na batalha do STF, o resultado foi 9 a 0, a favor do Procurador, mas o povo tem dificuldade para entender o que está acontecendo e se pergunta: afinal, quem tem razão?

Para responder a esta pergunta, antes pergunte a si próprio:

  • Quem pertence a OrCrim? Temer ou Janot
  • Quem  defende a OrCrim? Temer ou Janot
Quase todos os 35 partidos políticos do Brasil já cometeram crimes que justificam sua extinção legal. Em outras palavras, os partidos políticos brasileiros deveriam ser extintos conforme a Lei dos Partidos Políticos - Lei nº 9.096, de 19 de setembro de 1995 (Capítulo VI).

Por que não aplicam a Lei? Simplesmente porque a OrCrim não quer!

Leia agora o texto completo sobre o combate:




𝓐𝓵𝓶𝓲𝓻 𝓠𝓾𝓲𝓽𝓮𝓼


Nota 1: Gedel Vieira Lima foi ministro da Integração Nacional do governo Lula, vice-presidente de pessoa jurídica da Caixa Econômica Federal, no governo Dilma, e ministro de Governo no Palácio do Planalto sob a gestão Michel Temer. Foi preso preventivamente no dia 3 de julho de 2017, na Operação Greenfield, solto no mesmo mês para cumprimento em prisão domiciliar, e preso novamente em setembro de 2017, após a apreensão de mais de 51 milhões de reais em espécie em um apartamento ligado à Geddel. É irmão do deputado federal Lúcio Vieira Lima.
_________________________________


Mais artigos deste blogue ("weblog")
Clique sobre o título.
  1. Dia Nacional da Hipocrisia
  2. A farsa eleitoral
  3. Temer x Janot
  4. A OrCrim e o Fundo de Financiamento da Democracia
  5. A inaceitável apuração eleitoral brasileira
  6. O nó górdio da política brasileira
  7. A lei do voto impresso não será cumprida
  8. O país do avesso
  9. República Federativa do Brasil x Organização criminosa
  10. Que vexame este julgamento do TSE!

♢《 compartilhe 》♢°`


Aviso sobre comentários 
Comentários contra e a favor são bem vindos, mesmo que ácidos, desde que não contenham agressões gratuitas, meros xingamentos, racismos e outrs variantes que desqualificam qualquer debatedor. Fundamentem suas opiniões e sejam bem-vindos. Por favor, evite o anonimato! Escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
______________________________________________________
 COMPARTILHE ESTA POSTAGEM 
USE OS BOTÕES ABAIXO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Busca pelo mês

Almir Quites

Seguir por e-mail

Wikipedia

Resultados da pesquisa