sábado, 24 de outubro de 2015

Chamamento aos artistas

Por Almir Quites - 23/10/2015


De artista e de louco, todos nós temos um pouco! Por isso este chamamento se dirige a todos.

Se você é artista e tem a convicção de que vale a pena ser altruísta, honesto, educado, respeitador, paciente, equilibrado, etc., então está convocado! A missão é grandiosa e é para ontem!



A Pátria exige estrita conta do nosso tempo. Mas como dar-lhe, sem tempo, tanta conta, nós que, sem nos dar conta, caímos no conto da urna que conta e perdemos tempos sem conta? Confira.
O CONTO DA URNA QUE CONTA
Aqui: http://almirquites.blogspot.com.br/2014/05/conto-da-urna-eletronica.html

Foram décadas perdidas! 


Divulgue
Pra sair desses imbróglios,
precisamos de parceiros.
É preciso abrir os olhos
dos cidadãos brasileiros. 

Convoco os artistas (os que não se vendem), em especial os saltimbancos(*) e os professores de verdade (não doutrinadores), para refazer este país

Trata-se de obra a ser erigida dentro de cada brasileiro. Os artistas sabem como chegar lá. É urgente despertar, em cada um, a convicção de que o importante não é a efêmera satisfação individual, mas sim a cooperação entre todos para organizar uma sociedade pujante e justa! 

Artistas, ensinem ao povo o significado e as consequências  da vulgaridade. Habilitem-no a perceber o mal que causam à sociedade aqueles que valorizam coisas ou situações irrelevantes e insignificantes. Chega de priorizar futilidades, frivolidades! Mostrem a perda irrecuperável do tempo gasto em discussões ou conversas sem originalidade e relevância. Chega de priorizar banalidades! 


Assim aprenderemos a reconhecer o que o que se opõe à verdade. Aprenderemos a perceber o que grosseiramente se fantasia de verdadeiro, mas que é falso. Aprenderemos a distinguir aqueles que enganam, que mentem, caluniam, que são maldosos, hipócritas. Aprenderemos a valorizar o estudo, a educação.

Os políticos brasileiros confundiram tudo. Quase todos se dedicaram a buscar poder pessoal e enriquecimento ilícito. Os mais honestos foram alijados da política. Os meios de divulgação, por sua vez, priorizaram o aumento da audiência e do faturamento. 

Foram tantos desvios, como esses, que destruíram os valores morais que tínhamos. 

Músicos, em especial violeiros e compositores, poetas, escritores, chargistas etc., ajudem o povo brasileiro a evoluir, para que deixe de ser preza fácil de embusteiros e bandoleiros.

Antigamente os governos que tínhamos e seus grupos de poder não recorriam a guerras de desinformação. A propaganda era relativamente ingênua e direta. As mentiras eram muito mais simples. Depois das guerras mundiais tudo começou a mudar. Hoje, a tecnologia evoluiu e a moral se apequenou. As minorias poderosas passaram a planejar e a investir no embuste, no desenvolvimento da tecnologia de desinformação, como meios mais sutis e mais eficazes de obstruir a verdade para, desse modo, manter controle sobre o povo. A população não entende de tecnologia e não percebe o quão facilmente é enganada. A técnica aplicada hoje na "mágica da mentira" é sofisticada demais para ser percebida pelo povo. As vítimas somos todos nós.

Eis aqui um texto mais completo sobre a chamada "propaganda de guerra", a qual é usada corriqueiramente na política. Leia: DEFENDA-SE DA PROPAGANDA
http://almirquites.blogspot.com.br/2015/04/defenda-se-da-propaganda-politica.html

Agora algo pode mudar. As redes sociais estão fortalecendo a opinião popular. Até as crianças já usam esta fabulosa tecnologia. Então, precisamos usá-la para o bem de todos justamente para evitar que a mentira e o roubo sejam banalizados. Não podemos permitir que as redes sociais sejam dominadas pelos MAVs ("MAV” — Mobilização de Ambientes Virtuais), grupos a serviço do governo ou de partidos políticos, pagos para vigiar e patrulhar a Internet e as redes sociais. Há também os que desinformam por fanatismo. Quando cada grupo de interesse resolve impor aos outros os seus valores, seus hábitos e suas práticas, não há respeito. Campanhas de "patrulhamento ideológico" são práticas de violência e doutrinação.

Artistas, usem e abusem das redes sociais para denunciar o uso sórdido, abjeto, da máquina de desinformação.

Almir Quites

Nota: (*) não confundir com "assalto a bancos". Isto é coisa de bandido (como fazem muitos de nossos políticos).
--------------------------------------------

Apoie a LAVA-JATO
====
__________________________________________________
"""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""
Aviso sobre comentários:
Comentários contra e a favor são bem vindos, mesmo que ácidos, desde que não contenham agressões gratuitas, meros xingamentos, racismos e outras variantes que desqualificam qualquer debatedor. Fundamentem suas opiniões e sejam bem-vindos.

Por favor, evite o anonimato! Escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. 
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
___________________________________________________________
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Busca pelo mês

Almir Quites

Seguir por e-mail

Wikipedia

Resultados da pesquisa