quarta-feira, 12 de agosto de 2015

MEA CULPA, MEA MAXIMA CULPA

Por Almir Quites
10/08/2015

Estamos atolados num "mar de lama"! Estamos diante do mais escabroso caso da história da República brasileira e, talvez, do mundo. Quem são os culpados? 
MEA CULPA, MEA MAXIMA CULPA

Lula e Dilma são os principais responsáveis, 

  • primeiro porque foram presidentes da república e não podem se eximir da responsabilidade que é inerente ao cargo;
  • segundo porque não tinham a mínima competência para governar. 



Foi por isso que o governo ficou sem rumo desde 2003. Presidentes irresponsáveis e despreparados, como Lula e Dilma, levaram o país à situação em que se encontra, com a corrupção grassando em todos os níveis de governo, inclusive no BNDES, nos fundos de pensão, na Petrobras. na Eletrobras etc. Quem é que aparelhou o governo e todos os órgãos do país, inclusive as autarquias? Quem nomeou os diretores deste órgãos? Quem é que avalizou suas permanências durante mais de doze anos? Foram o presidente Lula e a presidente Dilma. Eles foram os grandes responsáveis!

Na campanha pela reeleição, a presidente Dilma fingia que a avassaladora crise econômica, que destruía o País inteiro, não existia! Dilma discursava como se fosse a "mãe da pátria", enquanto seu governo e seu partido desorganizavam o País e o punham à beira do abismo. Ela sempre afirmava que milhões de brasileiros haviam saído da miséria e que outros tantos tinham ascendido à classe média. Dilma simplesmente ignorava o fato de que dois terços da população brasileira recebiam mensalmente menos do que dois salários mínimos. Ignorava também que cerca de 30% dos brasileiros eram beneficiados pelo programa Bolsa Família. Ao todo, o governo repassava cerca de R$ 2 bilhões às famílias beneficiárias em todo o País. Ignorava que o rendimento médio real (todos os ganhos recebidos no mês) de todos os trabalhadores ocupados era de R$ 1.840. 

Para compreender o alcance do cinismo, bastaria observar que governo do PT considerava, como fora da linha da miséria, o cidadão que recebesse acima de R$ 77 mensais. De igual modo, fora da linha da pobreza, estava aquele que recebesse acima de R$ 154 por mês. Pelos valores já dava para ver o embuste.

A presidente e os governantes mentiam, maquiavam estatísticas e gastavam mais de R$ 2,5 bilhões ao ano em propaganda. Contudo, cinicamente chamavam a isto de "espetáculo do desenvolvimento", o "milagre econômico" do PT! Como se fosse pouco, no governo de Dilma cresceu a disparidade social, que vinha em ritmo de queda. A verdade é que o próprio Banco Central errou gravemente ao baixar a taxa básica de juros. Imaginou que a importação seria o antídoto contra a inflação e cedeu às pressões do Executivo para desvalorizar o Real. Ignorou o aumento dos gastos públicos e as advertências de crescimento da inflação. Assim, o próprio BC agravou o problema. 

O pior de tudo é que, neste quadro, optaram por combater a crise econômica com incentivo ao consumo! Um absurdo! É o mesmo que curar dor de cabeça dando um tiro no pé! 

Toda esta fanfarrice era insustentável. O tempo sempre dissipa as bazófias e reapresenta a verdade. A realidade está aí!

O delírio era tanto que Dilma chegou a dar conselhos a Angela Merkel, primeira ministra da Alemanha, propondo incentivar o consumismo ao invés da poupança! Que vergonha para nós, brasileiros! 

Reconhecer os erros cometidos?! Esqueçam, Lula e Dilma não têm condições de reconhecer seus erros, porque não têm grandeza, caráter e inteligência para isso. Não é da natureza deles, nem dos petistas. Pessoas deste quilate cedem à vaidade e ao populismo.

Há muitíssimos culpados por este descalabro, muito mais do que normalmente podemos supor! A culpa vai muito além de Lula, Dilma e PT. É que mostra este artigo:
MEA CULPA, MEA MAXIMA CULPA
http://almirquites.blogspot.com.br/2015/08/as-culpas-e-as-esperancas-dos.html

Pessoas de baixa capacidade intelectual não devem chegar a presidência. Isto está além do seu nível de competência. Eles não conseguem perceber a complexidade da questão social e econômica. Há inúmeros fatores que precisam estar em sutil equilíbrio, porque afetam desde a saúde humana até a saúde ambiental, passando por outros campos transversais, como desde a ética até a segurança pública.

Pois é, incentivaram o consumismo e endividaram as famílias brasileiras. 

O consumismo estimula a inflação, atingindo preferencialmente as camadas mais pobres da população. Ele devasta um país, não apenas financeiramente, mas globalmente. O consumo desmedido, faz com que a indústria busque meios para suprir a avassaladora demanda. Há degradação do meio ambiente e prejuízos para o ecossistema, que dificilmente serão recuperados. As empresas se voltam para a produção em grande escala de supérfluos e devastam o meio ambiente na busca de matérias primas. A produção se desorganiza. O consumismo afeta a educação do povo e deteriora os costumes. A população trabalha para gastar em ociosidades, em prescindíveis e em inutilidades. Passa-se a valorizar o que é perfunctório, fútil, frívolo, como os aparelhos de sons automotivos com potência para infernizar um bairro inteiro. 

Até os animais sofrem! São tratados de forma cruel ou abatidos de modo inadequado, o que se reflete no próprio alimento humano, pois a carne do animal ou o seu leite recebe a carga dos hormônios do desespero. 

Cenas chocantes da indústria alimentícia têm sido documentadas.

O Brasil que eu quero não é este. Quero que meu povo seja culto, sensível, educado e responsável!

Assista o filme abaixo. As cenas são tão chocantes, que paro por aqui. Ponto final. 

Almir Quites


====


Palestra sobre as 10 Medidas Contra a Corrupção, realizada pela Damaris Rossi Baggio; Procuradora da República, MPF/MS.
====

CONVITE
Façamos de 16 de agosto uma data memorável!

Vamos limpar o Brasil! Vamos depetizar o Estado Brasileiro. Vamos dar um trato nestes 39 ministérios de ‘porteira fechada’, com 28000 cargos comissionados (de livre nomeação do presidente da República, sem concursos) e com a maior corrupção da história da República brasileira e, talvez, do mundo!


====



---------------------------------------------------------------------------------------------------


__________________________________________________
"""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""
Aviso sobre comentários:
Comentários contra e a favor são bem vindos, mesmo que ácidos, desde que não contenham agressões gratuitas, meros xingamentos, racismos e outras variantes que desqualificam qualquer debatedor. Fundamentem suas opiniões e sejam bem-vindos.

Por favor, evite o anonimato! Escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. 
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
___________________________________________________________
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Busca pelo mês

Almir Quites

Seguir por e-mail

Wikipedia

Resultados da pesquisa