domingo, 14 de janeiro de 2018

Cinismo e farsa eleitoral

Por Almir Quites

Clique para ampliar a imagem.

A desordem no Brasil é evidente! Afinal, o próprio distrito Federal, sede do governo brasileiro completa hoje um (1) ano de racionamento de sua pior crise hídrica, o que revela a total falta de planejamento. Em todo o país a criminalidade aumenta e as "balas perdidas" matam inocentes, inclusive aquelas que miravam o céu, em estúpidas comemorações! Assaltos, assassinatos, saques, sequestros, roubos, a drogadização, a corrupção, demagogias, mentiras tecnologicamente impulsionadas pela internet, falência da Escola e da Universidade, prostituição, meninos perdidos na rua e a banalização da morte, mostram a infame psicosfera de miséria e infortúnio da sociedade brasileira. A Justiça não consegue controlar os atos de vandalismo.
Enquanto isso, o Carnaval já está começando em todo o país, "por que ninguém é de ferro", dizem. Realmente parece que não existem brasileiros de "têmpera de aço", ou seja, de caráter íntegro. Ao contrário, o que se vê é a preponderância da conivência pública com a consequente corrosão da moralidade e da decência. 

Pode-se dizer que o sistema de proteção social do governo brasileiro se limita à proteção de corruptos. 

Com tudo isso, não surpreende a nova nota de reprovação do Brasil, atribuída pela agência internacional de risco Standard&Poor's (S&P), a qual envergonha nosso país perante o mundo e o caracteriza como mau pagador de suas dívidas. A nota do Brasil caiu de "BB" para "BB-". Com isso, o país agora está três degraus abaixo do grau de investimento, no menor patamar desde o início deste século. Os investidores do mundo investirão menos no nosso país, o qual ficará ainda mais alijado das cadeias produtiva mundiais. 

O Brasil continuará regredindo e o povo continuará anestesiado pela propaganda política, embora um pouquinho menos ufanista do que na última década. Com cinismo e farsa eleitoral, somados à conivência pública, não há como sair desta pocilga à qual fomos condenados pela Organização Criminosa Mor (OrCriM).

Os brasileiros tolamente ainda acreditam que vivem numa democracia e se engajam em campanhas de candidatos a presidente que prometem o paraíso sem que ninguém precise trabalhar para alcançá-lo! Para eles, basta a mágica do candidato! 

Na verdade, neste sistema vigente, todos os candidatos, não importando o partido, são cínicos. Deve haver exceções, mas é difícil distingui-las sem o risco de se cometer um grave engano. 

O que escrevi acima pode parecer exagero, mas está tudo isto bem explicado no seguinte texto, divulgado há quase três meses, época em que a Câmara Federal impediu a investigação do presidente Temer ao não aceitar a denúncia da PGR de que ele chefia uma organização criminosa. Leia aqui: 
 AS DUAS FACES DO MESMO CINISMO       (http://almirquites.blogspot.com.br/2017/10/as-duas-faces-do-mesmo-cinismo.html)

Não é racional ainda acreditar no processo eleitoral brasileiro! Nas eleições, os candidatos vão criar ilusões ao gosto do povo, que não entende nada de política, mas, deseducado que foi, acredita que entende. Ignorante e sonso, lida com a política como se fosse torcedor de futebol, com o mesmo fanatismo. 

Já expliquei detalhadamente as razões pelas quais as eleições brasileiras são "jogo de cartas marcadas". O eleitor é enganado em todas as etapas do processo eleitoral. Para entender como, basta ler o artigo seguinte. Leia com muita atenção! O texto é simples, mas é longo. Você não vai entendê-lo se o ler apenas parcialmente ou com pressa e por alto.
A BILIONÁRIA FARSA ELEITORAL 
   (http://bit.ly/2qUDteF)

Vote em qualquer um. Não faz diferença. Está tudo sob controle!

VOTO NULO NÃO ANULA A ELEIÇÃO (é mito), MAS A ELEIÇÃO ANULA O ELEITOR (é real)!

O TSE não vai cumprir a Lei 13165 de 2015 (Lei do Voto Impresso). O eleitor continuará votando às cegas, intolerância é sem conferir o voto (o eleitor cofre a foto do candidato, não o voto).

Se você não tiver paciência para ler o artigo indicado acima ou achar que não tem tempo, então leia este outro:
VÔO DE GALINHA       (http://almirquites.blogspot.com.br/2017/08/voo-de-galinha.html)

Boa leitura!

𝓐𝓵𝓶𝓲𝓻 𝓠𝓾𝓲𝓽𝓮𝓼
Almir Quites




`°•○●□■♢《 💚💛 》♢■□●○•°`

Nota: 

Você sabia que o voto impresso foi aprovado pelo Congresso em 2009 e o projeto de lei foi sancionado pela Presidência da República? O artigo 5º, caput, da Lei nº 12.034/09 criou, para vigorar “a partir das eleições de 2014, o voto impresso conferido pelo eleitor”. No entanto, a Lei foi revogada. Em sessão realizada em outubro de 2011, o Supremo Tribunal Federal (STF) concedeu medida cautelar em sede de ação direta de inconstitucionalidade, proposta pelo Procurador-Geral da República, para suspender a eficácia do referido dispositivo legal, na íntegra. Com esta manobra, a implantação do voto impresso, que seria o modo de comprovar que as urnas eletrônicas fraudam as eleições, foi evitada pelo STF sob o argumento absurdo de que isto violaria o segredo do voto

Esta foi a segunda vez que a Lei do Voto Impresso foi aprovada e depois sustada numa manobra vil. A primeira foi em 2002!

O STF tem tomado decisões inconstitucionais para manter secreta a apuração eleitoral.


`°•○●□■♢《》♢■□●○•°`

Para ler artigos sobre as urnas eletrônicas brasileiras
clique aqui



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Busca pelo mês

Almir Quites

Seguir por e-mail

Wikipedia

Resultados da pesquisa