domingo, 3 de dezembro de 2017

Farsa, farsa, farsa!

Almir M. Quites

Hoje (01/12/ 2017), houve mais uma farsa do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Foi o "Teste Público de Segurança 2017" do sistema eletrônico de votação.


O TSE faz de conta que as fraudes só podem ter origem externa e não interna (ao próprio TSE). O tal teste público fica confinado à procura de falhas que permitam a violação por parte de agentes externos e não podem considerar violações por parte de agentes internos. No entanto, quem pode fraudar as eleições brasileiras não são os eleitores, mas os programadores do próprio TSE, responsáveis pala elaboração dos softwares ou quem tenha deles recebido os códigos de acesso. Estas violações podem ocorrer não apenas nas urnas eletrônicas, mas também na totalização dos boletins de urna que é feita nos computadores internos do TSE (Nota: para permitir uma efetiva totalização paralela os QCodes dos boletins de urna deveriam ser publicados na Internet, pelo próprio presidente de mesa, sob as vistas dos fiscais e outros observadores, tão logo fossem emitidos pela urna).

Softwares são comandos humanos. Você confia em que os fez? Você sabe quem os fez? Você sabe quem pode acessá-los para fazer mudanças? Não! No entanto, exigem que você tenha fé na honestidade do processo de apuração eleitoral brasileiro. "Ame-o",  cegamente, "ou deixe-o", renuncie a seus direitos de cidadão!

Os anos passam e este sistema eleitoral permanece sendo empurrado goela abaixo dos brasileiros.

No "Teste Público" de hoje, algumas falhas do sistema foram reveladas e uma delas é muito mais grave do que foi até agora noticiado pela mídia. Explico a seguir.


No "Teste Público" de 2012, a equipe do Prof. Diego Aranha (Professor Assistente da Universidade de Campinas) já tinha comprovado, a falha de segurança que permitia a violação dos votos. Ele foi capaz até de identificar o voto de cada eleitor (violação do princípio do sigilo do voto). Imediatamente o TSE anunciou que não era nada de grave e assegurou que já tinha corrigido o problema. No entanto, agora, no "Teste Público" de 2017, o mesmo Prof. Diego descobriu que o problema persiste. Embora as técnicas utilizadas tenham sido diferentes, o alvo da equipe foi o mesmo. Isto mostra que o TSE se omitiu ou mesmo mentiu para todo o Brasil! Quem vai puni-lo?  O TSE não consertou nada e, assim, fica caracterizado que esses testes só servem para propaganda da urna eletrônica.

O pior é que, ante as restrições enfrentadas pelos grupos que fazem os testes, as falhas detectadas podem ser apenas a ponta de um terrível iceberg que está afogando a democracia brasileira e suportando a corrupção.

Outro significado do atual teste das urnas é o seguinte: o TSE está convicto de que continuará utilizando as famigeradas urnas eletrônicas tipo DRE. Em outras palavras: a apuração continuará a ser secreta! Deve ter havido acerto interno para que o STF, mais uma vez, declare que "o voto impresso é inconstitucional", o que é outra barbaridade! Inconstitucional é a apuração eleitoral ser SECRETA! Aliás, esta vai ser a terceira vez, neste século, que o Congresso aprova a implantação do voto impresso de conferência (o qual,  após a conferência do eleitor, fica guardado numa urna lacrada para permitir recontagem posterior) e o STF o derruba. Refiro-me a Lei 13165/2015). 

A vontade de políticos poderosos vale mais que a Lei! O STF e o TSE continuam se desmoralizando!

Para entender este assunto, leia este artigo de 2016:
A FARSA DO TESTE DAS URNAS ELETRÔNICAS
http://almirquites.blogspot.com.br/2016/10/a-farsa-do-teste-das-urnas-eletronicas.html

Leia também este outro, de 2015, sobre o mesmo assunto:
O TSE E SUA REBELDIA REPROVÁVEL
http://almirquites.blogspot.com.br/2015/12/tse-e-sua-rebeldia-reprovavel.html

Este é o triste país que temos!
𝓐𝓵𝓶𝓲𝓻 𝓠𝓾𝓲𝓽𝓮𝓼

Almir Quites
`°•○●□■♢..... 《 Que tal compartilhar? 》 .....♢■□●○•°`
《 Use os botões abaixo 

Para ler mais artigos sobre as urnas eletônicas brasileiras
clique aqui


Mais artigos deste blogue ("weblog")
Clique sobre o título.
  1. A ordem é marchar
  2. Carta aberta ao Sr. Marco Antônio Villa
  3. Temos república?
  4. Brasil, em se mentindo, tudo pega
  5. A ministra e suas comoventes declarações
  6. A política brasileira é uma vergonha tragicamente ridícula
  7. Eleição no Japão é mais uma lição
  8. Que vexame aquele julgamento do TSE!

_____________________________________________________
Aviso sobre comentários 
Comentários contra e a favor são bem vindos, mesmo que ácidos, desde que não contenham agressões gratuitas, meros xingamentos, racismos e outrs variantes que desqualificam qualquer debatedor. Fundamentem suas opiniões e sejam bem-vindos. Por favor, evite o anonimato! Escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
______________________________________________________
 COMPARTILHE ESTA POSTAGEM 

5 comentários:

  1. Sem validade alguma. Todos sabemos que é pura farsa.*

    ResponderExcluir
  2. Vide a eleição da Dillma, que foi a maior falsificação que se tem noticia no mundo. Brasil, um país sem futuro.

    ResponderExcluir
  3. Sobre a eleição da Dilma escrevi um conta que conta a história verdadeira a partir de dados que colhi no próprio "site" do TSE. Chama-se PASSADO DIFICIL DE ENGOLIR ou VIAGEM AO PASSADO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. VIAGEM NO TUNEL DO TEMPO: http://almirquites.blogspot.com/2016/03/viagem-ao-passado-dificil-de-engolir.html

      Excluir

Busca pelo mês

Almir Quites

Seguir por e-mail

Wikipedia

Resultados da pesquisa