domingo, 2 de julho de 2017

Cantochão do corrupto

Por  A. M. Quites


Amigos, leiam abaixo o que recebi de um amigo e colega há 4 anos. Uma análise, a meu ver, corretíssima, um primor! Depois, no final, faço meu comentário. Leiam!
-------



Prezado Almir

Sempre que se mostra o mau caráter e a corrupção no governo Lula, alguém vem a campo para lembrar que a corrupção no Brasil sempre existiu.

E tasca o cacete no governo FHC.

Não sei se isto é má fé, ou (aí sim) ingenuidade.

A corrupção sempre existiu em todos os países e até mesmo antes de existirem países. A corrupção existe desde os tempos bíblicos, pelo que sabemos. Hoje ela existe na Suécia, na Dinamarca, na Inglaterra, nos EUA, em suma, em todos os países. É por isso que os estados nacionais criam mecanismos para detectar a corrupção e punir os corruptos e os corruptores. Mas o que aconteceu no governo lulopetista (Lula + Dilma) é algo original: a corrupção institucional. Ou seja, fizeram o Estado, em vez de cumprir sua função de origem, tornar-se facilitador da corrupção.

A corrupção passou a ser praticada, não por indivíduos e grupos privados apenas, mas por corjas encasteladas no próprio Palácio do Planalto, sede do governo, por membros do próprio governo (com Lula no papel de Ali Babá), onde eram gestados e administrados os planos de assalto ao dinheiro do contribuinte, para os fins de enriquecimento de alguns, financiamentos espúrios de campanhas, compra de consciências e construção de uma gigantesca base aliada, tão grande que, na prática, matou a oposição.

Matou a oposição: este é um crime pouco avaliado, mas dos maiores cometido pelo caudilho Lula. Não existe democracia sem oposição. Na Inglaterra a oposição é tão prestigiada que é chamada Her Majesty’s Opposition, enquanto que os que estão eventualmente no governo são conhecidos como Her Majesty’s Government.

Quando, na ditadura militar, os que estavam no poder extinguiram os partidos e criaram o bipartidarismo, foi exigido que um deles seria de oposição. Espertamente alguns tentaram se inscrever na Arena (o partido do governo), mas foram barrados pelos militares em decorrência do seu perfil oposicionista. Até a ditadura brasileira reconhecia a importância da oposição!

Foi preciso que o PT assumisse o governo para acabar com a oposição, em nome de uma farsa chamada "governabilidade", expressão, aliás, criada por Sarney, quando de seu desgraçado governo. E acabar com a oposição nem que fosse pelos piores meios: desvio de dinheiro público, como Joaquim Barbosa demonstrou ao relatar o crime do mensalão.

Esgotado o mensalão, o fim da oposição continuaria com a criação exponencial de ministérios (já são 39!) de "porteira fechada".

Sei que ao demonstrar a unicidade e volume do tipo de corrupção de estado criado por Lula, pouco estarei fazendo para convencer alguns. Esse cantochão velho de que nada mudou e tudo o que Lula fez já se fazia antes, continuará.

Não é assim.

O canalha Lula superou tudo, na forma e no volume, o que se fez antes em termos de corrupção neste e em outros países.

Nota: Deixei de fora a corrupção da criação do bordel alado (o Aerolula) e do outro bordel, A Secretaria da Presidência em São Paulo, que serviam de encontros (pagos pelos contribuintes) de Lula com a Primeira Amante, a Rose. Só esta corrupção seria suficiente, em países civilizados, para se defenestrar o canalha (ou sua ajudante de ordens) da Presidência da República, mas estes são, costumo dizer, tristes trópicos.

José J. de Espíndola.
------------

Nota:
 José J. de Espíndola é Engenheiro Mecânico pela UFRGS -- Mestre em Ciências em Engenharia pela PUC-Rio -- Doutor (Ph.D.) pela Universidade de Southampton, Inglaterra -- Doutor Honoris Causa da UFPR -- Membro Emérito do Comitê de Dinâmica da ABCM -- Detentor do Prêmio Engenharia Mecânica Brasileira da ABCM -- Detentor da Medalha de Reconhecimento por Ação Pioneira na Construção da Pós-graduação na UFSC -- Detentor da Medalha João David Ferreira Lima, concedida pela Câmara Municipal de Florianópolis -- Professor Titular da UFSC, Departamento de Engenharia Mecânica, aposentado.
------------

Comentário meu


Dizer simplesmente que "a corrupção não foi inventada pelo PT" é isso mesmo, cantochão de quem prefere enterrar a cabeça num buraco para não ter que encarar a trágica corrupção enraizada no governo brasileiro. Nem mesmo avestruz faz isso em face ao perigo! É só uma lenda!

Só porque sempre existiu, a corrupção passa a ser aceitável, isto é, converte-se em regra? Quem defende um governo corrupto com este argumento está simplesmente demonstrando que aceita a corrupção. Portanto, os que se utilizam deste argumento não raciocinam ou são corruptos também. A mensagem que passam para a sociedade é a pior possível!

A corrupção sempre existiu, mas a institucionalização de uma Organização Criminosa que substitui o Estado e dá origem ao tal Presidencialismo de Rabos Coligados, esta foi obra do petismo.

Obrigado, amigo Espíndola, por me autorizar esta publicação.

𝓐𝓵𝓶𝓲𝓻 𝓠𝓾𝓲𝓽𝓮𝓼



Mais artigos deste blogue ("weblog")
Clique sobre o título.

  1. PSDB no muro bambo
  2. E agora, cidadãos brasileiros?
  3. Imaturidade, da Câmara ao STF
  4. República Federativa do Brasil x Organização criminosa
  5. Bolsonaro x Míriam Leitão
  6. O TSE é o centro dos problemas
  7. Que vexame este julgamento do TSE!
  8. Cresce a necessidade da desobediência civil
  9. A única saída da crise institucional
  10. Delações premiadas e conspirações criminosas
  11. Intervenção militar, não!
______________________________________________________
Aviso sobre comentários 
Comentários contra e a favor são bem vindos, mesmo que ácidos, desde que não contenham agressões gratuitas, meros xingamentos, racismos e outras variantes que desqualificam qualquer debatedor. Fundamentem suas opiniões e sejam bem-vindos. Por favor, evite o anonimato! Escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
______________________________________________________
 COMPARTILHE ESTA POSTAGEM 
USE OS BOTÕES ABAIXO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Busca pelo mês

Almir Quites

Seguir por e-mail

Wikipedia

Resultados da pesquisa