sábado, 27 de maio de 2017

Delações premiadas e conspirações criminosas

Por Almir M. Quites



De repente, há uma gigantesca onda de artigos na mídia contra o acordo de Delação Premiada feito com os irmãos Batista, da JBS. No entanto, soam como opiniões precipitadas, embora emitidas como certezas. Este fato provoca em mim a suspeição de que não se trata de uma onda espontânea, mas orquestrada.

No momento, parece que a onda parte daqueles que, por algum motivo, temem o avanço da Operação Lava-Jato. Noto que, salvo melhor juízo, políticos de vários partidos, especialmente do PSDB e do PMDB, estão empenhados em alimentar esta onda.

A assertividade dos textos é demasiada. Considero ser muito cedo para se emitir opiniões definitivas sobre este assunto, até porque Edson Fachin (Ministro do STF) e Rodrigo Janot (Procurador Geral da República) ainda estão devendo uma explicação convincente sobre este assunto. Ainda não sabemos tudo o que os irmãos Batista (donos da JBS) deram em troca do prêmio da delação, porque as investigações devem ser sigilosas. Se, por exemplo, elas permitirem derrubar as muralhas de proteção da caixa pretíssima do BNDES, então terá valido a pena. O Brasil ganhará muito se a tal caixa for arrombada e a luz nela penetrar. O segredo das operações do BNDES é vergonhoso. Deve haver muitas falcatruas de gente importante escondida neste "bunker". No momento, o que se está fazendo é pura especulação ou, na pior hipótese, é adesão à estratégia da Organização Criminosa que se locupletou, quer desmoralizar a Lava-Jato e ainda aprovar alguma lei que lhe proteja, do tipo daquela denominada "ABUSO DE AUTORIDADE". Antes de continuar e antes que me acusem de propagar uma "Teoria da Conspiração", alerto que conspirações e conluios existem mesmo (apesar da propalada "teoria" que nega a si mesma), sempre existiram, sempre existirão e os participantes sempre nagam sua existência! O que são os atuais partidos políticos brasileiros? Reconheço que é penoso admitir que, em conluio, eles exaurem o país como parasitas altamente danosas, enquanto prometem construir um paraíso! Feito este alerta, continuo... É óbvio que todas as opiniões sobre um suposto mau negócio no acordo de "Delação Premiada" podem e devem ser expressas, já que o direito-de-opinião é inalienável, mas o que se espera de pessoas honestas é que as conclusões não sejam açodadas e que sejam postas como meras hipóteses a serem verificadas. Enquanto isso, tem sido divulgado que FHC articula um "acordão que una PSDB e PT". Parece-me que o certo seria dizer PMDB, PSDB e PT. Segundo a Folha de São Paulo, o objetivo é que Fernando Henrique Cardoso (PSDB), Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Michel Temer (PMDB) liderem um pacto da classe política reinante. Com a fragilidade atual de Temer, o governo interino passaria para Nelson Jobim (PMDB), ex-ministro da justiça de FHC, ex-ministro do STF (indicado FHC) e ex-ministro da Defesa dos governos Lula e Dilma. Em minha opinião, FHC e Lula deveriam se afastar definitivamente da política. Eles representam uma casta de políticos profissionais, que impedem qualquer renovação. Política não é profissão! Política deve ser atividade igualmente aberta para todos, sem privilégios. A completa renovação da classe política é o maior sonho dos cidadãos brasileiros! No Brasil, este sonho não pode ser alcançado pela via eleitoral, pelas razões estruturais que tenho reiteradamente exposto. Daí decorre a necessidade de se priorizar uma profunda reforma política. Enquanto os acordos políticos não incluírem, com urgentíssima prioridade, a instalação de uma CONSTITUINTE EXCLUSIVA (independente autônoma, sem a participação dos partidos políticos) não deixarei de associá-los à Organização Criminosa que infelicita e paralisa o Brasil. Se esta famigerada organização ainda está aí e se cresceu tanto é porque todos os políticos importantes foram coniventes com ela.

Sobre a proposta de Constituinte leia aqui:
CONSTITUINTE EXCLUSIVA, JÁ!
(http://almirquites.blogspot.com.br/2017/04/constituinte-exclusiva-ja.html)
É lícito presumir que FHC e Lula querem que tudo continue gravitando no campo da mesma velha classe política, orbite eternamente em torno da estrela ternária PT, PMDB e PSDB, sem qualquer possibilidade de renovação. Nada mais retrógrado! A maior esperança dos cidadãos brasileiros é o completo sucesso da Operação Lava-Jato e suas congêneres. Este êxito seria a redenção do Brasil pela via da JUSTIÇA, do íntegro Direito. Por enquanto, os criminosos donos da JBS estão soltos, provavelmente no EUA (pelo menos foram para lá). Eles faziam parte de uma poderosa quadrilha, capaz de roubar um país inteiro! A existência desta poderosa quadrilha está comprovada. Falta apenas que o Judiciário consiga cumprir com o seu dever. Quem era o chefe da quadrilha? A força tarefa da Lava-Jato diz que era Lula. Ele está solto. Provavelmente há outros chefes, menos visíveis que Lula, mas igualmente responsáveis. Os culpados são todos os que se beneficiaram diretamente do poder, sem uma prestação de constas honesta ao povo brasileiro, como também aqueles que foram coniventes com o crime. A Organização Criminosa continua no poder. O que ela estaria fazendo agora? Deve estar tramando a transição do presidente Temer, com as indevidas garantias, para outro comparsa, pela via da eleição indireta. Quem tem dúvida de que o presidente Temer protegeu a Organização?

A garantia dada em troca da renúncia do presidente Michel Temer poderia ser algo como a aprovação de uma lei que conceda imunidade ou foro privilegiado a ex-presidentes, o que seria bem-vindo especialmente a Lula, mas talvez também a Fernando Henrique. Claro que isto seria apenas uma ofensiva em meio a uma guerra total do Congresso contra a Lava-Jato. Resta saber como o povo vai reagir.

Faz parte desta guerra contra a Lava-Jato a proposta de Gilmar Mendes de revisão, pelo STF, da decisão que determinou a prisão dos condenados em segunda instância. Assim, voltaríamos ao passado, quando se condenava em segunda instância e o réu não era preso. Então, recorria ao Supremo Tribunal em liberdade e, se fosse alguém importante, o STF simplesmente engavetava o processo e o réu era inocentado por decurso de prazo. Essa providência, que já está sendo articulada, é outra forma de dar uma garantia para Temer, Lula, Dilma, Aécio e outros políticos e amigos igualmente encrencados, como Antonio Palocci, Eike Batista, Sérgio Cabral.
A grande esperança da nação, a única, é a Operação Lava-Jato e suas congêneres. A solução para o Brasil não está num grande evento redentor, mas num trabalho árduo, de longo prazo, que gradativamente vá descobrindo provas, condenando bandidos, sejam políticos ou seus operadores de falcatruas, e, aos poucos, contribuindo para uma ampla renovação da classe política, o que não é possível conseguir (conscientemente repito) pela via eleitoral, pelos motivos que já expus em outros artigos. Quando finalmente abrirmos a caixa pretíssima do BNDES, a quadrilha haverá de começar ruir definitivamente e os donos da JBS haverão de ter suas justas condenações.

Para entender melhor o contexto da delação premiada da JBS, continue lendo aqui:
O ESCÂNDALO É MUITO MAIOR
(http://almirquites.blogspot.com.br/2017/05/o-escandalo-e-muito-maior.html)


□■♢《 AMQ 》♢■□°`


Cantar para não chorar
video
==+==


CRIME PERFEITO?

Como um açougueiro de Goiás termina bilionário em Nova Iorque, mentindo, subornando e corrompendo, sem dever nada para a justiça? Crime perfeito?

As duas principais questões existenciais do ser humano são: “De onde viemos?” e “Para onde vamos?”.  Para Joesley Batista as respostas para estas perguntas são fáceis: “Vim pobre do interior de Goiás” e “Vou bilionário para Nova Iorque”.

Mas como tudo na vida de Joesley Batista é peculiar, sua recente biografia acrescenta uma terceira pergunta existencial, essa sim aparentemente impossível de ser respondida: Como ele conseguiu fazer isso?


Continue lendo aqui:

____________________________________

Mais artigos deste "blog" ("weblog")
Clique sobre o título.
  1. Prescrições reiteradas
  2. O escândalo é muito maior
  3. Mau Estado de Consciência Política e Institucional
  4. Presidente Temer: renúncia os cassação?
  5. Temer encrencado
  6. O Brasil só patina e afunda
  7. Votação e Apuração Eleitoral na França
  8. Brasil atolado, povo infeliz e revoltado
  9. Afastamento cautelar, já!
  10. Intervenção militar, não!
______________________________________________________
Aviso sobre comentários 
Comentários contra e a favor são bem vindos, mesmo que ácidos, desde que não contenham agressões gratuitas, meros xingamentos, racismos e outras variantes que desqualificam qualquer debatedor. Fundamentem suas opiniões e sejam bem-vindos. Por favor, evite o anonimato! Escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
______________________________________________________
 COMPARTILHE ESTA POSTAGEM 
USE OS BOTÕES ABAIXO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Busca pelo mês

Almir Quites

Seguir por e-mail

Wikipedia

Resultados da pesquisa