sexta-feira, 17 de março de 2017

Escárnios

Premonitório artigo, escrito em 11/02/2017, por José J. de Espíndola*


Merval Pereira escreveu: “Lobão, na CCJ é um escárnio.” (Vide link abaixo)


Um escárnio, é verdade, como é escárnio Moreira Franco (o “Angorá” do Departamento de Propina (DPO) da Odebrecht), feito ministro por Temer para escapá-lo das mãos ágeis de Sérgio Moro e colocá-lo sob proteção do buraco negro que é o STF (de onde toda denúncia que chega jamais sai de maneira alguma, menos como ação efetiva, salvo por prescrição). Como é escárnio Eunício Oliveira (o “Índio” do DPO da Odebrecht) ser eleito presidente do Senado pela mão de Temer. Ou Rodrigo Maia (o “Botafogo” do DPO) ser eleito presidente da Câmara, também pela mão de Temer. Como, claro, é um escárnio Edison Lobão (o “Sonio” no DPO) na presidência da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), lá colocado, como sempre, pela mão peemedebista de Temer, com aparente aprovação do ubíquo José Sarney. A CCJ está sendo assim preparada, sob a batuta do Planalto, para dar trânsito fácil e rápido à indicação de Alexandre de Morais para o STF.
Claro, há outros escárnios já defenestrados — por acusações robustas de corrupção — dos gabinetes ministeriais de Temer e, certamente, outros escárnios a entrarem e caírem, não fosse este o governo do maior e mais fisiológico partido do ocidente. 

A lista é grande e não cabe numa análise curta, como pretendo apresentar aqui. Mas não custa citar, ainda como escárnio e en passant, Sarney continuando a dar pitecos no governo Temer para proteger sua própria pele, as peles de velhos aliados e as peles de sua prole Fernando, José Filho e Roseana, estes últimos devidamente registrados no DPO da Odebrecht como “Filhão”, “Filhote” e “Princesa”.

Em suma, com a Lavajato atingindo, finalmente, o ponto alto do estamento político do Brasil, o governo Temer deixa de lado a velha e cínica aparência republicana e parte agora para o escárnio escrachado, para salvar a pele suja de seus viciados quadros políticos e velhos aliados. A descompostura é o que mais se vê no governo, na Câmara, no Senado e adjacências.

A prioridade, no momento, é aprovar, a toque de golpe antirrepublicano, a indicação de Alexandre de Morais para o STF. Morais é visto, pelos encalacrados na delação da Odebrecht, como uma importante peça na desconstrução da Lavajato e na eventual salvação de suas peles.

O inspiração vem da Itália, onde corruptos conseguiram, ao final, barrar a ação saneadora da Operação Mãos Limpas — a Lavajato daquele país — e culminou com Berlusconi no poder. Só que aqui o modelo é mais robusto: temos mais de um Berlusconi do estamento político: um na Chefia do executivo, um na presidência da Câmara, um na presidência do Senado e um na presidência da CCJ, onde tudo está sendo orquestrado para que seja referendada, sem tropeços, a indicação de Alexandre de Morais para o STF. E tudo muito rapidamente, que o tempo aqui é precioso.
Alexandre de Morais, uma vez naquela corte de Justiça, contribuirá (esperam os citados na Lavajato) definitivamente para a soltura de presos condenados apenas em duas instâncias (o que acabará com as delações premiadas, um golpe de morte na Lavajato), para a redução das prisões preventivas (causa liderada por Gilmar Mendes, que apoia Morais) de figurões da corrupção e, de novo, matando de morte a Lavajato dos brasileiros. Finalmente, como revisor da Lavajato no pleno do STF, Morais atuará (esperam ainda os citados) como a raposa tomando conta do galinheiro.

O triste final da Operação Mãos Limpas e a vitória afinal de Berlusconi faz a escória moral do Brasil suspirar de esperança.
=========
Artigo de Merval Pereira: http://blogs.oglobo.globo.com/merval-pereira/post/lobao-na-ccj-e-um-escarnio.html?utm_source=newsletter&utm_medium=email&utm_content=blogs-merval-pereira&utm_campaign=newsdiaria
==========
* José J. de Espíndola é Engenheiro Mecânico pela UFRGS, Mestre em Ciências em Engenharia pela PUC-Rio, Doutor (Ph.D.) pela Universidade de Southampton, Inglaterra, Doutor Honoris Causa pela UFPR, Professor Titular da UFSC, Departamento de Engenharia Mecânica, aposentado

... ... _ ▂ ▃ ▄ ▅ ▆ ▇ █ █ ▇ ▆ ▅ ▄ ▃ ▂ _ ... ...


Outros artigos de J.J. de Espíndola:

= Clique sobre o título =
  1. Marco Aurélio e o goleiro assassino
  2. Marco Aurélio e a "ciência do Direito"
  3. O legítimo como obra do "ilegítimo"
  4. Duplo luto
  5. Fatos e inversões
  6. A PGR chama o STF à responsabilidade
  7. Fé, ateismo e ignorância
  8. As urdições do prontuário ambulante
  9. Tem-se prova e convicção
  10. "Paulinho", Paulo e Toffoli
  11. TCHAU, querida!
  12. Novo ministro da Justiça e Teori, the slicer.
  13. Corrupção altruista
  14. Teori, the Slicer
  15. O impeachment de Dilma, a delação premiada e a hipocrisia milionária
  16. Tribunais superiores atacam Lava Jato, "again".
  17. Universidade, democracia e doutrinação
  18. A vida difícil de um ‘umilde’ trabalhador
  19. Homo Naledi, um novo hominídeo
  20. A opressão teocrática continua
  21. O uso constante da razão
__________________________________
"""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""
Aviso sobre comentários:

Comentários contra e a favor são bem vindos, mesmo que ácidos, desde que não contenham agressões gratuitas, meros xingamentos, racismos e outras variantes que desqualificam qualquer debatedor. Fundamentem suas opiniões e sejam bem-vindos.
Por favor, evite o anonimato! Escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. 
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
___________________________________________________________
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
 COMPARTILHE ESTA POSTAGEM   
 USE OS BOTÕES ABAIXO 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Busca pelo mês

Almir Quites

Seguir por e-mail

Wikipedia

Resultados da pesquisa