domingo, 1 de julho de 2018

Diagnóstico cívico

Por Almir M. Quites



Brasileiros, esqueçam o futebol e o NEYMAR! O STF também é um time do Brasil com 11 integrantes, mas que só faz gol contra! Eles deveriam julgar e punir os políticos criminosos para proteger o nosso país, mas fazem o contrário, protegem os bandidos e colocam em risco nossas vidas. Isto tem que acabar!

Quem criou a fraude eleitoral pelas urnas eletrônicas foi o TSE, irmão siamês  do STF e o mais poderoso órgão da República, porque legisla e julga inapelavelmente a todos,inclusive os três poderes da República, nos três níveis federativos e até julga qualquer demanda judicial contra si mesmo. 

Uma Corte Constitucional deveria ser absolutamente independente do Poder Judiciário. É por causa desta exorbitância que não há possibilidade de se auditar ou periciar qualquer destes dois citados órgãos, especialmente nada que diga respeito à apuração eleitoral.

Vejam como reagem os ministros do STF quando se menciona este assunto! Vejam se isto pode ser um tribunal isento! 

Advogado deixa ministros do STF muito inquietos ao mostrar as falhas da urna eletrônica.

====

Se o linK não funcionar, cliquem aqui: https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=1921959577822342&id=100000249544293

É por isso que eu não voto! 

Não voto, porque sei que todo o processo eleitoral é uma grande fraude. Logo, votar ou não votar não altera o resultado. Se votasse, seria partícipe da fraude! Teria que aceitar o resultado. Passaria atestado de idiotia. Faria um "papelão"! NÃO  VOTO! Faço o PROTESTO DO JOÃOZINHO.

Faça como eu. Se você sabe que as eleições são farsas, não vote! Ajude a mostrar ao povo que votar significa aceitar um processo fraudulento que há décadas engana e desrespeita todo o povo brasileiro. 

O que fazer então? Proteste! Conheça aqui o
MANUAL DO PROTESTO DO JOÃOZINHO 
(http://almirquites.blogspot.com/2018/05/manual-do-protesto-do-joaozinho-versao.html)


POVO RUIM DA CABEÇA
é povo vencido,
traído, sofrido,
já empobrecido,
e também perdido.

Não há possibilidade alguma de real renovação nos quadros políticos pela via eleitoral. No máximo trocarão um político por outro do mesmo time ou da mesma família. Ao mesmo tempo, não podemos continuar empobrecendo e bovinamente explorados! 

Precisamos ter consciência disso tudo para poder corrigir o sistema político, sem repetir o erro de aceitar propostas ilegais e antiéticas ou de confiar tontamente em líderes populistas que se apresentem como super homens "salvadores da pátria".

Nossos problemas são muito mais sérios do que esta estéril discussão política das redes sociais faz supor.

O Estado brasileiro foi capturado pelo que denomino de Organização Criminosa Mor (OrCriM), em torno da qual orbitam centenas de outras organizações criminosas. Temos um “governo de ladrões”, cujo objetivo é o roubo de capital financeiro e do bem-comum do país. Isto é tipicamente uma cleptocracia.

Os brasileiros pagam anualmente R$ 3,5 trilhões ao Governo, o qual devolve aos cidadãos a deterioração escolar e da saúde publica, a insegurança pública e jurídica, o desemprego, o péssimo transporte público e estradas quase intransitáveis. Além disso, emprega grande parte do que arrecadou para manter a poderosa máquina de arrecadação  de impostos. O restante dos recursos desaparece no seio da OrCriM em transações tenebrosas como as que a Operação Lava-Jato vem lutando para desvendar. Isso caracteriza a apropriação do povo pela OrCriM! Em outras palavras, o Brasil está se tornando uma grande "fazenda de escravos a serviço dos seus senhores", como Cuba e Venezuela. Não importa se a ideologia é de esquerda, de centro ou de direita! O roubo não tem ideologia e nem partido político.

Perdemos a dignidade junto com nossos direitos fundamentais. Assim, estamos nos transformando em coisas, instrumentos descartáveis.

Chegamos ao ponto de perder a consciência da dignidade perdida. Surgem movimentos esdrúxulos suplicando por um Golpe Militar, como se uma nova ditadura militar pudesse ser a nossa redenção e como se os militares não estivessem a serviço da organização que nos oprime há muitas décadas!

Não assimilamos a triste experiência com a "Revolução Redentora de 1964" e caímos novamente na mesma propaganda da "intervenção militar constitucional"! Muitos voltaram a acreditar que o “Golpe Militar de 1964" nos salvou de um Golpe Comunista! No entanto, se esse Golpe comunista tivesse ocorrido, teria que ter sido aplicado com os mesmos militares da época. Não  havia, naquela época, outra força armada organizada, militar ou para militar!

Delírios desesperados! Sintoma muito grave.

Precisamos desmontar estes mitos, especialmente o de que eleições são capazes de renovar a classe política. Na verdade, enquanto não  entendermos isso, cada eleição será mais uma breve ilusão seguida de uma enorme desilusão.

Cada eleição é um vexame, porque expõe a credulidade do povo brasileiro e sua incapacidade de entender a realidade óbvia e francamente exposta.

A CADA ELEIÇÃO, UM VEXAME NACIONAL
http://almirquites.blogspot.com/2018/06/a-cada-eleicao-um-vexame-nacional.html

Uma réstia de esperança é saber que uma nação que se sinta envergonhada também pode extrair daí a energia necessária para se refazer. Os brasileiros ainda têm esta chance, de se sentir envergonhados e partir daí trabalhar seriamente para construirmos um futuro melhor e mais digno.

Precisamos conscientizar o povo brasileiro que ainda não entendeu a fraude eleitoral, a qual tem seu ápice na apuração eletrônica, mas começa na Constituição Federal e passa pela legislação nacional.

Antes que levianamente me digam que não há solução, lembro que o que de fato não existe é solução mágica, de curto prazo! Isto não há mesmo! Porém há solução de longo prazo, que precisa ser diligentemente e pacientemente encaminhada.

Para entender tudo isso, não basta ler apenas os artigos acima indicados, mas é  preciso seguir os "links" que ele oferece.

Os problemas do nosso país são muito sérios para serem discutidos por meio de palpites rápidos e desconexos, típicos das redes sociais.


𝓐𝓵𝓶𝓲𝓻 𝓠𝓾𝓲𝓽𝓮𝓼
Almir Quites
`°•○●□■♢《 ∀Ϙ 》♢■□●○•°`

Para ler artigos sobre as urnas eletrônicas brasileiras

Para mais artigos deste blogue ("weblog")
Clique sobre o título.
  1. Eleições no México
  2. A cada eleição, um vexame nacional
  3. Você ainda acredita em urnas eletrônicas?
  4. O golpe do TSE&STF se confirmou
  5. Da criação da Justiça Eleitoral à fraude das urnas eletrônicas
  6. Teste público das urnas eletrônicas
  7. Bolsonaro como imagem invertida de Lula
  8. Manual do Protesto do Joãozinho
  9. Junta apuradora de votos inexistentes
  10. Desilusão é só para iludidos
  11. Teste Oficial de Segurança das Urnas Eletrônicas
_____________________________________________________
Aviso sobre comentários 
Comentários contra e a favor são bem vindos, mesmo que ácidos, desde que não contenham agressões gratuitas, meros xingamentos, racismos e outrs variantes que desqualificam qualquer debatedor. Fundamentem suas opiniões e sejam bem-vindos. Por favor, evite o anonimato! Escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
______________________________________________________
 COMPARTILHE ESTA POSTAGEM 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Busca pelo mês

Almir Quites

Seguir por e-mail

Wikipedia

Resultados da pesquisa