sexta-feira, 18 de maio de 2018

O mau exemplo vem da Corte suprema

Por Almir M.  Quites

Gilmar Mendes falando com seus neurônios

Este mau exemplo veio da suprema Corte!

Tomei conhecimento, nesta semana (em 11/05/2018), de que um grupo de empresas e instituições repassou, só em 2016, a título de patrocínio, a bagatela de R$ 7 milhões de reais para o Instituto de Direito Público (IDP), a faculdade de propriedade do ministro Gilmar Mendes do Supremo Tribunal Federal (STF).


Os escândalos se sucedem. 

É indesculpável que a nossa "santinha" Constituição Federal não exija que ministros de uma corte suprema tenham dedicação exclusiva! Exclusiva mesmo, ou seja , que impeça qualquer outro tipo de remuneração, seja pública ou privada.

Sempre soube que o que víamos era apenas a pontinha de um enorme "iceberg". Pois é, a ponta visível aumentou ainda mais. Isto deveria provocar uma profunda e séria investigação formal e o afastamento provisório do ministro de suas funções. Depois, se as acusações fossem confirmadas, haveria o afastamento definitivo. No entanto, não é isto que vai acontecer!

Então, agora que foi revelado que as empresas de Gilmar Mendes faturam por conta do seu cargo público, o que vai acontecer? Como vivemos num país de princípios éticos rotos e mal costurados, é facílimo prever. O ministro  Gilmar vai inventar uma desculpa esfarrapada qualquer, seus pares dos tribunais vão silenciar e fechar os olhos; a TV e os jornais vão divulgar o fato "en passant"e as redes sociais vão reagir por  dois ou três dias. Depois, tudo será esquecido, nada mudará. 

E nós, os poucos que não esqueceremos, teremos que ver este ministro dogmática e doutoralmente decidindo sobre nossas vidas, além de proteger seus amigos, patrocinadores e outros corruptos poderosos, além de continuar tramando tenebrosas transações em encontros furtivos, na calada da noite com o Presidente da República!

Sobre esta ultima questão, leia aqui o excelente artigo de José João de Espíndola.
GILMAR NA CAVERNA DE TEMER
http://almirquites.blogspot.com.br/2018/05/gilmar-na-caverna-de-temer.html

Nem latindo ficaremos,  enquanto a carruagem do ministro passa!

𝓐𝓵𝓶𝓲𝓻 𝓠𝓾𝓲𝓽𝓮𝓼
Almir Quites
`°•○●□■♢《 ∀Ϙ 》♢■□●○•°`

Para ler artigos sobre as urnas eletrônicas brasileiras
clique aqui



Para mais artigos deste blogue ("weblog")
Clique sobre o título.
  1. Junta apuradora de votos inexistentes
  2. O mau exemplo do candidato
  3. Invasão de "fake news"
  4. Desilusão é só para iludidos
  5. Notícia falsa faz mal! Não as repasse.
  6. Não me engane!
  7. Teste Oficial de Segurança das Urnas Eletrônicas
  8. A normalidade da farsa
  9. A ordem é marchar
  10. Temos república?
  11. Eleição no Japão é mais uma lição
_____________________________________________________
Aviso sobre comentários 
Comentários contra e a favor são bem vindos, mesmo que ácidos, desde que não contenham agressões gratuitas, meros xingamentos, racismos e outrs variantes que desqualificam qualquer debatedor. Fundamentem suas opiniões e sejam bem-vindos. Por favor, evite o anonimato! Escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
______________________________________________________
 COMPARTILHE ESTA POSTAGEM 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Busca pelo mês

Almir Quites

Seguir por e-mail

Wikipedia

Resultados da pesquisa