domingo, 6 de maio de 2018

Envelheçamos!

Por Almir M. Quites


Um basqueteiro idoso

Todos querem envelhecer, mas poucos conseguem! 

No Brasil, atualmente apenas 13% da população ultrapassa a idade de 60 anos e é considerado formalmente um idoso, mas esta percentagem vem aumentando. No ano 2000, nós, os idosos, éramos oito milhões. Hoje, em 2018, já somos 27 milhões.  
O envelhecimento é um processo biológico acumulativo, irreversível, mas não é patológico. É observável em todos os seres vivos, caracterizado pela perda da capacidade funcional, o que afeta acentuadamente o estilo de vida e os aspectos psicoemocionais. Isso tende a acentuar a inaptidão e a dependência. No entanto, não queremos isto. Queremos envelhecer muito mais, mas mantendo a saúde, a independência e a aptidão física e mental

O envelhecimento não é um processo evolutivo inalterável, mas as alterações desejáveis precisam ser semeadas com muita antecedência. A opção por um envelhecimento ativo deve ser feita muito antes de ele começar. O desafio está em manter o enorme potencial de cada um de nós o mais alto possível e aproveitá-lo, da melhor forma, até ao fim da vida. Logo não se trata apenas de manter a capacidade física, mas de mantê-la como alicerce da manutenção de todas as demais capacidades biológicas, inclusive as cognitivas e psicoemocionais. 

A diminuição da funcionalidade corporal e mental, associada ao envelhecimento, é em grande parte devido à própria inatividade física. Desta questão podemos cuidar.

A atividade física deve ser contínua. Ela inclui as atividades instrumentais da vida diária e os exercícios de aptidão. O exercício físico é, na verdade, uma subcategoria da atividade física, a qual é  planejada, estruturada e repetitiva, resultando na manutenção ou melhoria de um ou mais aspetos da condição física. A condição física é um estado fisiológico de bem-estar que permite à pessoa realizar as tarefas do dia-a-dia e/ou ter um bom desempenho desportivo.

Como fazer?

Os que estudam o processo de envelhecimento nos dizem apenas o que já sabemos desde tenra idade, ou seja, que "devemos participar de programas e projetos para o bem-estar e promoção a saúde dos idosos".

Concordamos, mas para que esta formalidade toda? Programas e projetos?! Por que continuar esperando por iniciativas dos outros, especialmente do Estado? Não mesmo! Podemos fazer isso por nossa própria conta! Basta que pratiquemos atividades físicas, tais como esportes, danças etc., ininterruptamente desde a juventude, sem parar, por que, a cada ano, é mais difícil recomeçar após uma parada. 

Estes pesquisadores deveriam enfatizar que o importante é que os jovens aprendam a praticar esporte com regularidade e por puro prazer. Depois disto, basta que existam incentivos para que eles não parem nunca. A questão fundamental é garantir a continuidade desta prática. Aí deveria estar o foco das políticas públicas e privadas!

A minha experiência pessoal já me parece bem significativa. Aos 76 anos de idade, observo-me bem mais saudável do que a grande maioria dos idosos da minha faixa etária. Até já me permito dar conselhos aos mais jovens! Veja, por exemplo, neste vídeo recente:
MEU BASQUETE SAUDÁVEL! Meus companheiros de basquete e meus conselhos nesta entrevista, no dia em que a Federação Catarinense de Basketball realizou a solenidade de entrega de duas tabelas de basquete e placar eletrônico para o Ginásio do Clube Doze de Agosto, em Florianópolis.
====


Os conselhos deste vídeo apenas resumem o que expressei na letra do Hino do Basquetebol Máster do Brasil, aprovado, por unanimidade, em 10/11/2017, na Assembléia Geral da FBBM.(http://almirquites.blogspot.com.br/2017/10/proposta-hino-basquetebol-master.html).

Ouça!
 Áudio 
__________________________________
🎼🎼
    • Se o dispositivo acima não funcionar, CLIQUE AQUI para ouvir.
    • Para baixar o áudio em seu computador,
      • clique aqui: Hino Basquetebol Master 2.mp3 
      • ou clique na seta para baixo (no lado direito do dispositivo "player" acima, a esquerda da clave de sol).            

Para terminar, veja este outro vídeo. A música chama-se ENVELHECER. A letra é um poema que compus em 1992 e a música é um chorinho que compus em 02/03/2004. 
====

Se quiser ler mais um pouquinho sobre como encaro esta fase da minha vida, leia aqui:

 

𝓐𝓵𝓶𝓲𝓻 𝓠𝓾𝓲𝓽𝓮𝓼
Almir Quites

`°•○●□■♢《  》♢■□●○•°`


Para ler artigos sobre as urnas eletrônicas brasileiras
clique aqui

Para mais artigos deste blogue ("weblog")
Clique sobre o título.
  1. O tempo passa, a memória reconecta
  2. Envelhecer
  3. Reflexões no meu dia 10 de janeiro
  4. O voto cego do eleitor brasileiro
  5. De coisas óbvias à indignação
  6. Ascensão e queda do petismo
  7. A dramática crise venezuelana
  8. A enigmática intervenção federal no Rio
  9. Povo desinformado faz gol contra
  10. Cinismo e farsa eleitoral
_____________________________________________________
Aviso sobre comentários 

Comentários contra e a favor são bem vindos, mesmo que ácidos, desde que não contenham agressões gratuitas, meros xingamentos, racismos e outras variantes que desqualificam qualquer debatedor. Fundamentem suas opiniões e sejam bem-vindos. Por favor, evite o anonimato! Escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
______________________________________________________
 COMPARTILHE ESTA POSTAGEM 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Busca pelo mês

Almir Quites

Seguir por e-mail

Wikipedia

Resultados da pesquisa