sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Voo de galinha

Por Almir M. Quites

Em inglês, "twitter" é o pipilar, o piar das aves. 

Frequentemente recebo conselhos no sentido de fazer artigos mais curtos no meu blogue, como faz O ANTAGONISTA, porque "ninguém tem tempo para ler textos longos". 

O fato é que o objetivo de meu blogue é diferente. Não estou em busca de curtidas ("likes"), nem em busca da furos de reportagem. O que eu quero é me comunicar com o leitor de um modo bem mais eficaz.

O que tem isso a ver com o pipilar das aves?

Há muita gente que se satisfaz com uma comunicação tão precária quanto o "piu-piu" dos pintinhos. Basta um ou dois parágrafos para ler ou escrever e pronto! Chega, já passa para outro assunto. 


As habilidades de linguagem são afetadas pelo conhecimento sobre o mundo. É por isso que, quando a ave começa a voar, sua capacidade de comunicação também evolui. O inverso também é verdadeiro, quanto mais conhecimento e mais compreensão, a linguagem também evolui, num processo de realimentação positiva. Ademais, quem tem mais conhecimento vê melhor, porque, pode-se dizer, vê com os olhos da mente.

Quem só lê textos curtos nas redes sociais, não vai além de vôos de galinha. Assim, não pode conhecer o mundo nem perceber suas diferentes paisagens. De fato, nunca conhecerá o mundo, só o seu quintal.

Para conhecer o mundo e suas paisagens é preciso voar como a águia, que percorre grandes distâncias e enxerga longe, tanto do chão como do alto. Isto leva a um conhecimento muito mais efetivo. Isto propicia uma visão muito mais perspicaz e ambos resultam no domínio de seu espaço vital. 

A águia é símbolo de poder, da perseverança e da clarividência. Na mitologia grega, a águia é o símbolo de Zeus, o mais poderoso dos deuses.

Ler é colher (do latim "legere"). Colher os ingredientes para formar idéias. Quando a colheita é pequena e esparsa a mente pouco constrói.

No campo da leitura, o que faz a diferença é o voo de águia, aquele que percorre textos bem redigidos, bem concatenados e de profundidade. Textos que se entrelaçam e se desdobram em outros, alicerçados em fontes confiáveis e formando um tecido coerente de conhecimentos.

Só se vê bem com os olhos da mente! Se sua mente for cega seus olhos não verão. Quanto mais desenvolvida for a sua mente, mais profícuos serão todos os seus sentidos. 

Enxergar e ver são processos bastante diferentes e, como tal, envolvem partes distintas do nosso cérebro. Quem enxerga bem só vê se tiver conhecimento necessário para isto. Ver implica em perceber correlações e dar significado a elas, o que conduz à compreensão. Para atribuir significados mais amplos e/ou mais profundos se requer mais conhecimentos. 

Do mesmo modo, ler e compreender são processos diferentes.

Voe mais alto! Acredito que você entendeu a importância desta mensagem, apesar da simplicidade da linguagem figurada. 

As redes sociais facilitam a passagem de uma fonte de leitura para outra que lhe complemente, basta seguir os endereços (links) indicados nos bons textos, mas, quem despreza estes caminhos e se esgota no primeiro texto, permanece piando, piando e não aprende a voar, perde seu tempo. Assim, talvez desperdice a vida. Se você for um destes, nunca verá o mundo com "outros olhos", mas unicamente com os olhos de outros pintinhos. 

Para entender melhor o problema das redes sociais, continue lendo aqui: 
VOCÊ LÊ APENAS TEXTOS CURTOS?
http://almirquites.blogspot.com.br/2016/01/por-almir-quites-09122015-nas-redes.html

𝓐𝓵𝓶𝓲𝓻 𝓠𝓾𝓲𝓽𝓮𝓼

_________________________________


Mais artigos deste blogue ("weblog")
Clique sobre o título.
  1. Temer x Janot
  2. A OrCrim e o Fundo de Financiamento da Democracia
  3. A inaceitável apuração eleitoral brasileira
  4. O nó górdio da política brasileira
  5. Poder militar e sociedade
  6. A lei do voto impresso não será cumprida
  7. O país do avesso
  8. Estado que envergonha os cidadãos!
  9. Meu maluco Brasil
  10. República Federativa do Brasil x Organização criminosa
  11. Que vexame este julgamento do TSE!

♢《 compartilhe 》♢°`

Aviso sobre comentários 
Comentários contra e a favor são bem vindos, mesmo que ácidos, desde que não contenham agressões gratuitas, meros xingamentos, racismos e outras variantes que desqualificam qualquer debatedor. Fundamentem suas opiniões e sejam bem-vindos. Por favor, evite o anonimato! Escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
______________________________________________________
 COMPARTILHE ESTA POSTAGEM 
USE OS BOTÕES ABAIXO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Busca pelo mês

Almir Quites

Seguir por e-mail

Wikipedia

Resultados da pesquisa