sexta-feira, 23 de junho de 2017

Imaturidade, da Câmara ao STF!

Por Almir m. Quites


É a imaturidade nos mais altos cargos da nação! Embora o Supremo Tribunal Federal (STF) tenha se comportado muito bem nos últimos dias da semana, o histórico é lamentável. Estas duas últimas sessões podem ter sido nada mais que pontos fora da curva. A maioria dos governantes, dos deputados federais e também dos ministros dos Tribunais, tanto do TSE como do STF, têm sido decepcionantes, como ficou patente na recente absolvição da chapa Dilma & Temer "por excesso de provas" dos crimes que estavam sob juízo (sub judice).
O fato é que não há solução à vista para a profunda crise política. Michel Temer sobrevive na Presidência da República com manobras questionáveis, a Justiça se politiza, causando prejuízos duradouros à democracia brasileira, os parlamentares federais continuam tratando apenas de seus interesses pessoais, de pulhices e de suas desavenças infantis, como exemplificarei a seguir, e, enquanto isso, o país perde importância no cenário internacional. O baixo nível dos representantes do povo é estarrecedor! Nota: a culpa não é dos eleitores, mas do maquiavélico sistema eleitoral! Há exatamente um ano, escrevi sobre uma bobagem, que não deveria existir neste país em bancarrota. Lamentei ter que escrever isto, mas os fatos estavam em foco. Escrevi porque eu estava indignado, mas não apenas com o deputado Jair Bolsanaro, o qual usava o seu tempo na tribuna da Câmara Federal para tratar de picuinhas pessoais, barbaridades, sem lembrar que o custo do tempo e de tudo isso que os deputados fazem (e de suas mordomias) recai sobre o povo, os "contribuintes", os que pagam os impostos em tudo o que precisam comprar para sobreviver. Minha indignação era ainda maior com os ministros do STF, aqueles que deveriam ter "notório saber", mas que costumavam tomar decisões colegiadas de nível igualmente vergonhoso. Caro leitor, relembre o artigo referido acima (de 21/06/2016), sobre o deputado Bolsonaro, clicando no endereço ("link") seguinte. Depois da sua leitura continuarei explicando porque voltei hoje a este assunto. Leia, por favor: IMATURIDADE, DA CÂMARA AO STF! (http://almirquites.blogspot.com/2016/06/imaturidade-da-camara-ao-stf.html) Retomo hoje este assunto porque vejo muita gente apoiando a candidatura de Bolsonaro para a Presidência do Brasil. Nada mais impróprio! Quem se mete neste tipo de encrenca (mostrada no link acima) não cumpre os requisitos indispensáveis para uma candidatura a líder máximo de um país? Deveria perder pontos, não ganhar! Um amigo me enviou um endereço (um "link") onde eu poderia conhecer a produção do Bolsonaro como Deputado Federal. O que li foi o que eu já esperava, apenas Projetos de Lei (PLs) e nada de relevante, nada aprovado (Ou quase nada! Vá que haja algo!). Não pretendo convencer você (leitor) de que Bolsonaro "não é o cara", mas não vou deixar de apresentar meus argumentos. Você decidirá se eles merecem consideração ou não. Só não me esquivo de torná-los públicos, mesmo sabendo que sempre há riscos de mal entendidos.
É o seguinte:
  1. ➠ Bolsonaro é algo que me desagrada: ele é um político profissional. Política não é profissão!
  2. ➠ Bolsonaro está na política há 26 anos e nunca o vi tratar de um assunto relevante e abrangente, como é o dever de um estadista.
  3. ➠ Os seus Projetos de Lei, os que li, são relativos a pequenas coisas, são pontuais, questões já abrangidas na legislação por outras leis, e que me parecem feitas para agradar algumas pessoas, grupos ou ainda uma classe. Leis não podem ser feitas pontualmente e inseridas na legislação fora de um contexto homogêneo e racional.
Sei que a maioria dos deputados faz exatamente isso, isto é, faz "populices" (epa, neologismo!), mas é justamente isso que deve ser mudado para mudarmos o Brasil para melhor.

A grande maioria dos parlamentares brasileiros não sabe ainda algo elementar: que as leis de um país devem formar um todo orgânico! Significa que não podem conter contradições, duplicações, interferências, erros de significação, de pertinência, de preponderância etc. Para evitar estes erros, há métodos, técnicas, formas de redação e procedimentos legislativos que precisam ser respeitados. É justamente porque elegemos pessoas que não possuem preparo para ocupar cadeiras no legislativo que nossas leis são esta barafunda que temos hoje, um cipoal que nos enreda e do qual não se acha a saída. 

Para finalizar, 
  • precisamos de um presidente que tenha a compreensão do que significa uma nação e também da responsabilidade de seus líderes
  • precisamos de alguém que entenda o alcance e as consequências de seu comportamento pessoal, inclusive de suas palavras, sobre toda a nação; 
  • precisamos de alguém que compreenda o porquê da existência das instituições e a diferença entre comportamento pessoal e institucional.
Finalmente, convido-o a ler outro artigo sobre mais uma polêmica do deputado Jair Bolsonaro
📍✔ BOLSONARO x MÍRIAM LEITÃO
http://almirquites.blogspot.com/2017/06/bolsonaro-versus-mirian-leitao.html

Com esta última postagem, indiretamente respondo aos meus leitores do Facebook e do Blog que me perguntaram: "Em quem você vai votar, no Lula ou no Bolsonaro?"

Para ler o artigo de 3 dias atrás, clique no seguinte endereço: http://almirquites.blogspot.com/2017/06/bolsonaro-versus-mirian-leitao.html
Para ler o primeiro artigo (o do ano passado), clique aqui: http://almirquites.blogspot.com/2016/06/imaturidade-da-camara-ao-stf.html

`°•○♢《 AMQ 》♢○•°`


Mais artigos deste blogue ("weblog")
Clique sobre o título.
  1. República Federativa do Brasil x Organização criminosa
  2. Bolsonaro x Míriam Leitão
  3. Em cima de muro bambo
  4. O TSE é o centro dos problemas
  5. Que vexame este julgamento do TSE!
  6. Tempos piores virão
  7. Cresce a necessidade da desobediência civil
  8. A única saída da crise institucional
  9. Delações premiadas e conspirações criminosas
  10. Temer encrencado
  11. Intervenção militar, não!
______________________________________________________
Aviso sobre comentários 
Comentários contra e a favor são bem vindos, mesmo que ácidos, desde que não contenham agressões gratuitas, meros xingamentos, racismos e outras variantes que desqualificam qualquer debatedor. Fundamentem suas opiniões e sejam bem-vindos. Por favor, evite o anonimato! Escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
______________________________________________________
 COMPARTILHE ESTA POSTAGEM 
USE OS BOTÕES ABAIXO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Busca pelo mês

Almir Quites

Seguir por e-mail

Wikipedia

Resultados da pesquisa