sábado, 4 de março de 2017

Marco Aurélio e o goleiro assassino

Por José J. de Espíndola*

Marco Aurélio Mello, o autoproclamado “cientista do Direito”, rides again.

E comete, como é de seu modo pernóstico de falar, um meta-ataque, isto é, um ataque à distância. Ataque à sociedade honesta e trabalhadora, que ele parece sentir imenso prazer em esnobar: “O clamor social surge como elemento neutro, insuficiente a respaldar a preventiva", lascou o semideus que se considera acima do clamor por justiça da sociedade que ele intelectualmente despreza.


Para este senhor - esta é a impressão que me passa -, foi o Judiciário (
em particular, o Supremo) que criou a Nação e não o contrário, tal o desprezo que tem pela opinião da sociedade que lhe paga o polpudo salário.

Ser, não raro, o único voto discordante do STF não parece humilhar a este “cientista” do Direito. Ao contrário, em seu mundinho pessoal ele, patologicamente vaidoso, parece pensar, como a mamãe orgulhosa ao ver seu filhinho marchar no sete de setembro: “todos estão com o passo errado, só eu, mente brilhantíssima, estou com o passo certo.”

Ele é assim: se for para chamar a atenção, toda derrota acachapante é lucro. Mesmo que seja chamar a atenção ofendendo o espírito de justiça da Nação trabalhadora e honesta.

É uma pessoa, este Marco Aurélio de Mello, absolutamente nociva à sociedade, em que pese ser dono de uma sinecura no STF.

Sua saída do Supremo certamente seria um ganho de qualidade para aquela corte e um alívio para a sociedade.

Copiei e colei, abaixo, as notas (
pílulas
) de O Antagonista sobre o assunto. Assim o leitor poderá ler o que foi publicado sem ter que ir e vir, num irritante vai e vem, só para se ver, a cada ida, cercado de novas propagandas.

Em itálico vermelho, coloco também uma ou outra observação no texto.



STF liberta goleiro assassino

24.02.17 09:30

O STF realmente está em campanha contra as prisões alongadas.

Uma liminar do ministro Marco Aurélio Mello concedeu a liberdade ao goleiro Bruno nesta sexta-feira.

Seis anos de cadeia por um assassinato.

=========


Marco Aurélio: "Bruno é primário, de bons antecedentes"


24.02.17 14:56


A repórter Carol Brígido, de O Globo, perguntou a Marco Aurélio Mello se ele não acredita que o ex-goleiro Bruno possa voltar a cometer crimes.

A resposta do ministro do STF:

"Não, ele é primário, de bons antecedentes. O homicídio geralmente é praticado por um agente episódico, por motivação na base da emoção, da paixão. A não ser que a pessoa seja integrante de um grupo de extermínio. No caso dele, não é isso."


[Realmente, o “cientista do Direito” está, aqui, coberto de razão: o goleiro Bruno tem bons antecedentes. Só um desconhecedor da “ciência” do Direito não percebe, como Marco Aurélio percebe, que matar a namorada e ocultar o seu cadáver é, indubitavelmente, um bom antecedente. Não restam também dúvidas, Marco Aurélio Mello é um grande “cientista do Direito.”]

==========


Sobre Marco Aurélio Mello

24.02.17 13:55


De um jurista renomado que, claro, pediu para não ser identificado:

"Marco Aurélio (o Mello, ministro do STF) perdeu a noção. Muito cá entre nós, ele perdeu a noção e até mesmo o respeito entre os pares. É uma pena. Já não contam muito as decisões dele."


Para o goleiro Bruno, por exemplo, conta.


[Esta afirmação de um colega (terá sido Gilmar Mendes?) de que Marco Aurélio Mello perdeu a noção, deve ser recebida por ele com muita satisfação. Sua mente singular e singularmente vaidosa deve pensar assim: “mais uma vez esses caras (seus colegas de STF) não conseguem alcançar as alturas da minha “ciência” do Direito. Como minha “ciência” é superior, por Júpiter!". Freud explica, por certo!]


========


Marco Aurélio: "Minha posição não foi politicamente correta"


24.02.17 14:47


Marco Aurélio Mello deu uma entrevista a O Globo sobre a repercussão da decisão de soltar o ex-goleiro Bruno:


"Nem sempre nós concebemos harmonia com os anseios sociais. Às vezes, o Supremo tem que ser contra majoritário. É função dele tornar prevalecente a ordem jurídica, e foi o que eu fiz. Claro que a minha posição não foi politicamente correta."
======


Os goleiros do PT


28.02.17 05:34


O presidente do PT, Rui Falcão, em documento publicado no site do partido, comparou António Palocci, José Dirceu e João Vaccari Neto ao goleiro Bruno. *

Ele argumentou que, se um foi solto, os outros também têm de ser, porque seus casos são iguais.

De certa maneira, ele está certo: a Petrobras é a Eliza Salmudio do PT. Em vez de ocultar um cadáver, os petistas ocultaram o dinheiro roubado.


* “O presidente do PT, Rui Falcão, em documento publicado no site do partido, comparou António Palocci, José Dirceu e João Vaccari Neto ao goleiro Bruno.”

Se recorrerem ao Supremo a soltura daqueles bandidos e o pedido cair nas mãos do “cientista” do Direito, Marco Aurélio Mello, com certeza lograrão êxito.
======


"Os fatos a respeito do PT e de Lula são incontestáveis"


28.02.17 07:27

O Estadão, em editorial, trata do desespero do PT, manifestado pela entrevista de Gilberto Carvalho ao Valor. O Seminarista prometeu uma "guerra", caso Lula seja condenado e não possa ser candidato em 2018. **

Leia um trecho:

"O PT sabe que, se os processos contra Lula forem tratados somente no âmbito jurídico, a derrota do petista é certa, e não porque a Lava Jato 'persegue' Lula, mas sim porque, ao que tudo indica, sobram provas contra ele. Não é à toa que a equipe de advogados destacados para defender Lula, em vez de dedicar-se a refutar as acusações, foi até a ONU para denunciar a suposta perseguição política que estaria sendo empreendida pelo juiz Sérgio Moro contra seu cliente. Além disso, usa as audiências com Moro para irritar o magistrado, tentando fazê-lo sair do sério, o que daria argumentos para sustentar a tese de que ele age contra Lula por motivações pessoais.

Para essa gente, a democracia e suas instituições – especialmente a Justiça e a imprensa livre – são inimigas, pois trabalham com fatos, e os fatos a respeito do PT e de Lula são incontestáveis: o partido e seu demiurgo não apenas são os responsáveis pela pior crise econômica da história brasileira, mas também são as estrelas do maior escândalo de corrupção que já se viu no País. Logo, os petistas empenham-se em criar os chamados 'fatos alternativos' – nome que se dá a mentiras e distorções criadas para embaralhar a realidade.
"


**O Seminarista prometeu uma "guerra", caso Lula seja condenado e não possa ser candidato em 2018.

Bobagem! É o mesmo tipo de ameaça lançada quando do impeachment de Dilma. Ameaçou-se com a “militância” do PT. Lula, o Escacho, até ameaçou usar o “exército do Stedile”. Pura retórica demagógica. Pura fanfarronice. Lula não põe na rua, para defende-lo, nem o exército de Brancaleone.
========


A descoberta da Folha sobre Lula

28.02.17 07:57


A Folha descobriu que, pelo ritmo da Lava Jato em Curitiba, Lula pode ficar inelegível já para 2018.


In-crí-vel!
=======


Os ministros do TCU querem calar a boca da empreita?

28.02.17 07:44


"Apesar dos acordos de leniência já firmados entre Ministério Público Federal e parte das empreiteiras investigadas na Operação Lava Jato, ministros do TCU avaliam decretar a inidoneidade das principais construtoras investigadas na força-tarefa. Com isso, as empresas ficariam proibidas de fechar contratos com a administração pública federal", diz o Estadão.

Sob um ótimo pretexto, os ministros do TCU querem calar a boca das empreiteiras?
=======


O amigão de Temer está incontrolável

27.02.17 20:48

José Yunes disse que aceita fazer acareação com Lúcio Funaro.

O amigão de Michel Temer está incontrolável.
=======



(02/03/2017)

Eis mais uma resenha do o Antagonista, o blog que se esforça para mostrar que a tropa de choque de Dilma no Senado (Gleisi ‘Narizinho’ Hoffmann, Vanessa Grazziottin e Lindbergh ‘O Garoto’ Farias) estava errada, como o Brasil que pensa sempre soube.

Sim, Dilma nunca foi uma ‘presidenta honesta’, como recitavam os componentes da tropa.

Nem antes de ser ‘presidenta’ ela era honesta.

Quem conhece sua biografia, desde os tempos de Porto Alegre, sabe.


José J. de Espíndola







EXCLUSIVO: MARCELO ODEBRECHT DIZ QUE DILMA SABIA DE TUDO

01.03.17 19:21

Em seu depoimento a Herman Benjamin, do TSE, Marcelo Odebrecht contou que Dilma Rousseff sabia de todo o esquema de financiamento ilícito de campanha que a empreiteira armou com o PT.

Ele disse que foi Dilma quem definiu o sucessor de Antônio Palocci como interlocutor do governo com Marcelo Odebrecht, nas questões pecuniárias. O sucessor, como já sabíamos, foi Guido Mantega.

Com a saída de Palocci da Casa Civil, Marcelo Odebrecht encerrou a conta "Italiano" e abriu a "Pós-Italiano".


=========


EXCLUSIVO: MARCELO ODEBRECHT TRATAVA COM JOÃO SANTANA

01.03.17 19:27

Marcelo Odebrecht também disse a Herman Benjamin que tratava diretamente com João Santana sobre dinheiro de campanha do PT, em 2014.

Faz sentido: Marcelo Odebrecht era o verdadeiro patrão do "Feira".
=======


EXCLUSIVO: O CONTEÚDO DO DEPOIMENTO DE MARCELO ODEBRECHT


01.03.17 19:14

O Antagonista obteve com exclusividade boa parte do conteúdo do depoimento de Marcelo Odebrecht ao ministro Herman Benjamin do TSE. É explosivo.

Ele revelou que quatro quintos do total doado à campanha de Dilma Rousseff em 2014 foram no caixa dois. No total, a Odebrecht deu 150 milhões de reais ao PT.

Cinquenta milhões de reais foram em pagamento à edição da medida provisória 470, em 2009, que beneficiava a empreiteira. Ou seja, propina para o governo Lula.

Como o PT não precisava desse dinheiro em 2010, para a primeira campanha de Dilma, ele foi pago em 2014.


=========
* José J. de Espíndola é doutor (Ph.D.) pelo ISVR da Universidade de Southampton, Inglaterra, doutor Honoris Causa pela UFPR, Professor Titular da UFSC, Departamento de Engenharia Mecânica, aposentado.

... ... _ ▂ ▃ ▄ ▅ ▆ ▇ █ █ ▇ ▆ ▅ ▄ ▃ ▂ _ ... ...


Outros artigos de J.J. de Espíndola:

= Clique sobre o título =
  1. Marco Aurélio e a "ciência do Direito"
  2. O legítimo como obra do "ilegítimo"
  3. Duplo luto
  4. Fatos e inversões
  5. A PGR chama o STF à responsabilidade
  6. Fé, ateismo e ignorância
  7. As urdições do prontuário ambulante
  8. Tem-se prova e convicção
  9. "Paulinho", Paulo e Toffoli
  10. TCHAU, querida!
  11. Novo ministro da Justiça e Teori, the slicer.
  12. Corrupção altruista
  13. Teori, the Slicer
  14. O impeachment de Dilma, a delação premiada e a hipocrisia milionária
  15. Tribunais superiores atacam Lava Jato, "again".
  16. Universidade, democracia e doutrinação
  17. A vida difícil de um ‘umilde’ trabalhador
  18. Homo Naledi, um novo hominídeo
  19. A opressão teocrática continua
  20. O uso constante da razão
__________________________________
"""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""
Aviso sobre comentários:

Comentários contra e a favor são bem vindos, mesmo que ácidos, desde que não contenham agressões gratuitas, meros xingamentos, racismos e outras variantes que desqualificam qualquer debatedor. Fundamentem suas opiniões e sejam bem-vindos.
Por favor, evite o anonimato! Escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. 
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
___________________________________________________________
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
 COMPARTILHE ESTA POSTAGEM   
 USE OS BOTÕES ABAIXO 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Busca pelo mês

Almir Quites

Seguir por e-mail

Wikipedia

Resultados da pesquisa