sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Assaltaram a nossa casa

Por Almir Quites - 24/11/2016

 ðŸš”  ðŸš¨ ! PEGA LADRÃO !  ðŸš¨  ðŸš”

Corruptos proliferam em Brasília
O Congresso Nacional é a Casa do Povo, a nossa casa! A nossa casa está repleta de ladrões, os quais levam tudo o que é nosso. Chamem a polícia! Os ladrões, que invadiram a nossa casa, pertencem a uma quadrilha federal! Chamem a polícia, urgente!

São ladrões com Foro Privilegiado! Entraram em nossa Casa pelas janelas arrombadas do processo eleitoral.

Quem nos rouba e nos condena à pobreza são os mesmos ladrões que fazem as leis que todos nós devemos cumprir, principalmente a Polícia, o Judiciário e o Ministério Público! Pode isso?! Não apenas roubaram, mas também vandalizaram a nossa estrutura jurídica.

Como sair desta sinuca por via constitucional?

Parece-me que o "calcanhar de Aquiles" é o Foro Privilegiado. Acabem com ele imediatamente ou teremos mais pobreza, mais injustiças e confrontos cada vez mais violentos!

SALVEM O BRASIL! Façam um esforço para entender bem o que acontece com o Brasil! Informem-se sobre o Foro Privilegiado e expliquem aos seus amigos. Mostrem a eles o quanto é importante entender e divulgar intensamente esta questão. Comecem lendo aqui:

O momento é grave. Não há tempo a perder com futilidades, nem discussões estéreis como "Direita X Esquerda", "Partido A X Partido B", "Time A X Time B", "Escola de Samba A X Escola de Samba B", "Religião A X Religião B" etc. 

Agora, nada disto importa. A sociedade brasileira está doente e seu estado se agrava. É preciso buscar soluções para o todo, não para indivíduos ou grupos.

A crise brasileira é gravíssima e não poupará quem a ignorar. No entanto, os políticos estão agoniados com outra coisa, com a chamada "Delação do fim do mundo". Cada um preocupando-se consigo mesmo, porque a "Delação-bomba" da Odebrecht apavora a todos e deverá ser divulgada na próxima semana. O que adiou a assinatura do acordo de delação, desta semana para a próxima, foi o impasse sobre o montante da multa que deve ir para os Estados Unidos, onde a construtora também cometeu crimes. 

Mais de 300 parlamentares, governantes e outras autoridades estarão incluídos na lista de propinas e doações da Odebrecht. Os políticos de Brasília estão aterrorizados. 

Embora muitos digam que o Presidente da República não será delatado, a verdade é que até agora ninguém sabe. Pode ser que o próprio Presidente esteja envolvido. Neste caso, terá recebido propina ou terá recebido doação eleitoral não declarada? Em ambos os casos, a situação será medonha, mais ainda na primeira hipótese. Se o caso for o de crime caixa-2, então o Presidente colocará todas as suas fichas na descarada operação de anistia, que Rodrigo Maia, o presidente da Câmara, terá que encaminhar na próxima semana. Numa tormenta assim tão sinistra, quem se ocupará de administrar o Brasil?

É praticamente certo que alguns ministros de Temer serão citados no listão, entre eles Eliseu Padilha, da Casa Civil, Geddel Vieira Lima, da Secretaria de Governo, José Serra, do Exterior, e Moreira Franco, do Programa de Parceria de Investimentos, são os mais prováveis.

Se o Presidente for delatado, não terá legitimidade para demitir seus ministros porque estará na mesma condição deles. O que o  presidente Temer poderá fazer é fingir que tem coisas mais importantes a fazer e uma delas seria uma reforma ministerial. Trocaria todos os ministros citados como se fosse apenas para tornar a administração mais eficaz, mas este tipo de jogada não pega mais. O povo está mais politizado!

Com tudo isso, Brasília se agita entre sussurros e reboliços, na frenética expectativa de possíveis vazamentos de fim de semana a respeito da "delação do fim do mundo". 

Como ficamos nós? Ficamos assistindo e protestando pelas redes sociais, enquanto o dólar sobe, a inflação e o desemprego também etc. 

Eles não conseguem dormir. E nós? Nós, que constatamos diariamente a permanência da intocabilidade do instituto do Foro Privilegiado. 

Qual é o privilégio que o Foro concede aos políticos? É a prerrogativa de escolher os juízes que vão julgá-los. Este absurdo, adotado na Constituição Federal, abala qualquer cidadão consciente, porque afronta diretamente um dos princípios basilares da própria Constituição brasileira, aquele assim expresso no artigo 5º da Constituição Federal: “Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade”.

Parece até que ouço a ministra Cármen Lúcia candidamente dizendo: "Os juízes do STF devem julgar com  amor" ( (a)os que possuem o privilégio de foro).


🌎 ✼ ✻ ✺✹✸ ✷ ✶ ✶ ✷ ✸✹✺ ✻ ✼🌎 .



Mais artigos deste "blog" ("weblog")
Clique sobre o título.

_______________________________________________________________
Aviso sobre comentários:
Comentários contra e a favor são bem vindos, mesmo que ácidos, desde que não contenham agressões gratuitas, meros xingamentos, racismos e outras variantes que desqualificam qualquer debatedor. Fundamentem suas opiniões e sejam bem-vindos.
Por favor, evite o anonimato! Escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!

Volte sempre!
_______________________________________________________________
 COMPARTILHE ESTA POSTAGEM   
 USE OS BOTÕES ABAIXO 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Busca pelo mês

Almir Quites

Seguir por e-mail

Wikipedia

Resultados da pesquisa