sexta-feira, 15 de abril de 2016

A matemática do "golpe"

Por Amilcar Brunazo Filho - 14/04/2016

          Entenda a matemática do golpe:
          1 russeff = 400 baruscos = 2.000 cunhas
           Fonte:  https://www.facebook.com/abrunazo


Acho que esta faltando um pouco de matemática no debate do impeachment.

REAL versus ROUSSEFF
Não sei, mas talvez seja porque tem poucos engenheiros e muitos advogados entre os parlamentares e políticos.

Tem alguns argumentos que poderiam ser esclarecidos com um pouco de análise matemática, vejam:

1) Serviços bancários ou empréstimo

Os advogados da tropa de frente pró-Dilma (como o Cardozo, o Damous e o Teixeira) argumentam que as tais pedaladas fiscais foram praticadas por todos os governos anteriores e que seriam simples prestação de serviço dos bancos para o pagamento da Bolsa Família, não se caracterizando como empréstimos de banco público para o governo.

O Damous diz ainda que o fato de haver diferença de patamar nos valores dos débitos temporários não tem a mínima importância, pois se o saldo negativo nas contas do governo fosse crime, seria crime para os governos anteriores qualquer que fosse o montante do débito.

Para resolver essa questão bastaria calcular o que se chama de INTEGRAL da curva do saldo bancário no tempo.

Grosso modo, a integral de uma curva de um gráfico, seria a área que fica entre a curva e o eixo horizontal (que representa o tempo nesse caso). A área acima do eixo se considera positiva e a área abaixo, negativa. Assim, a integral num dado período seria o valor da área acima do eixo menos a área abaixo do eixo. 

Se positiva, a integral indica que o banco prestou serviço de pagamento e foi ressarcido logo em seguida. Mas se a integral der negativa significa que houve de fato um empréstimo.


Tenho visto publicados alguns gráficos desses. Em especial o gráfico do saldo na CAIXA (do qual não tenho os dados detalhados) mostra claramente que a integral da curva no período FHC foi positiva (prestação de serviço) e que no período Lula foi quase nula. Mas no período Dilma foi largamente negativa, caracterizando o empréstimo.
Com os dados completos, se pode até calcular a data exata quando a coisa deixou de ser prestação de serviço para se tornar empréstimo.


2) Quem é o maior corrupto?

Os mesmos defensores da Dilma insistem muito em dizer que o processo de impeachment está viciado porque comandado pelo maior corrupto da política brasileira, o Eduardo Cunha, e repetem insistentemente o "Fora Cunha".

Eu até concordo que seria adequado afastá-lo da presidência da Câmara, mas será que ele é mesmo o maior dos corruptos?


A análise matemática pode ajudar a esclarecer essa dúvida.

Adotemos o "barusco" (aprox. R$ 300 milhões) como unidade de valor que algum corrupto se beneficiou.
Esse padrão é devido àquele gerente da Petrobrás, Pedro Barusco, que devolveu o valor de 1 barusco assim que foi preso.

O Eduardo Cunha está sendo acusado de ter recebido valores, também desviados da Petrobrás, que chegam (chutando alto) a R$ 60 milhões.

Assim temos que:

  • 1 cunha = 0,2 barusco ou 1 cunha = 20% de 1 barusco
A Laja-jato já provocou a recuperação de aprox. R$ 6 bilhões do dinheiro desviado da Petrobrás, ou seja, em torno de 20 baruscos.

Mas o dano total causado pelo Petrolão e afins, incluindo desvios, sobrepreços, prejuízos, e multas que ainda virão, supera (por baixo) R$ 120 bilhões, ou seja 400 baruscos.


Como toda essa dinheirama, resultado de corrupção, teve como maior beneficiário a Dilma , que conseguiu com isso ser eleita duas vezes para presidente, acho justo expressar assim:

1 russeff = 400 barusco = 2.000 cunha

E a matemática revela que embora o brado "Fora Cunha" seja meritório, por um motivo 2 mil vezes maior essa é a hora do "Fora Dilma"!

 <^><^><^><^><^> ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨<^><^><^><^><^>



Leia mais:
Clique no título


__________________________________________
"""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""

Aviso sobre comentários:

Comentários contra e a favor são bem vindos, mesmo que ácidos, desde que não contenham agressões gratuitas, meros xingamentos, racismos e outras variantes que desqualificam qualquer debatedor. Fundamentem suas opiniões e sejam bem-vindos.

Por favor, evite o anonimato! Escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. 
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
___________________________________________________________
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Busca pelo mês

Almir Quites

Seguir por e-mail

Wikipedia

Resultados da pesquisa