terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Réveillon da crise e da insanidade geral

Por Almir Quites - 05/01/2015

Comemorou-se o fim de 2015 ou a festa foi uma distração para não encarar a crise que transbordou para 2016?  

Em toda a cidade do Rio de janeiro, a população estourou foguetes. Não foi apenas em Copacabana. Veja o vídeo:


====

Cada "Sputinikão Super Star" (2 unidades) custa R$ 40,00. Quando você estoura um deles, explode R$ 20,00! Uma caixa com duas unidades de "foguete 12" custa R$ 25,00. Quando você as estoura, explode R$ 50,00! Qual a quantia de dinheiro, em  reais, que a cidade explodiu no Réveillon? Alguém imagina? Alguém já fez as contas?

Só os fogos de artifício lançados das 11 balsas do Réveillon de Copacabana gastaram 24 toneladas de fogos e 34 mil bombas para proporcionar os 16 minutos de espetáculo. De onde vieram os recursos para isso? Alguém sabe? Qual a parcela que foi gasta pelo poder público? Cadê a transparência dos gastos públicos?

A Praia de Copacabana ficou tomada pelo lixo depois da festa de Réveillon. Após uma manhã inteira de trabalhos, a Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb) recolheu 694 toneladas de lixo. Apenas na orla de Copacabana, na zona sul, foram removidas 364 toneladas, por 1165 garis e 120 profissionais de limpeza. Apesar dos 1455 contêineres instalados, houve muito trabalho para o recolhimento de garrafas, embalagens e outros itens. Para o apoio, foram disponibilizados ainda 247 veículos e equipamentos como caminhões, pás mecânicas, caminhões-pipa, varredeiras, sopradores, entre outros.



Alguma instituição já fez um estudo econômico realmente sério sobre esta festa avassaladora de comemoração? Vale a pena? Quem ganha e quem perde? 

No caso desta desta passagem de ano (de 2015 a 2016), quantos dólares os turistas deixaram aqui? Estes dólares ficaram com quem? Com o poder público? Em que serão investidos?

Agora vem o Carnaval, depois as Olimpíadas! Enquanto isso, o Rio agoniza, carregadinho de problemas. 

A crise nas finanças do Estado do Rio de Janeiro, que nem pagou o 13° salário dos servidores públicos, chegou ao ponto de instituir um novo e cruel critério de atendimento na maioria das Unidades de Pronto Atendimento (UPA's) do Estado: só é atendido quem estiver à beira da morte. Há cerca de duas semanas, 17 de 29 unidades de emergência, administradas pelo Estado, pararam de atender casos de saúde pública que não sejam considerados extremamente graves. O colapso também chegou a, pelo menos, 12 hospitais que bloquearam as portas com tapumes, reduziram os leitos em 50% ou restringiram o atendimento de emergência a casos gravíssimos. Diante desta catástrofe o que decidiu o governador Pezão, aliadíssimo da presidente Dilma? decidiu reformar o palácio do governo, gastando com isso R$ 2,4 milhões de reais! Eta racionalidade porreta! (http://www.implicante.org/blog/sem-dinheiro-para-salarios-e-hospitais-governo-do-rj-reformara-palacio-por-r-24-milhoes/)

Agora sabe-se que cidade do Rio de Janeiro se propôs a socorrer (!) o Estado do Rio de Janeiro. O Município socorre o Estado! Parece que algo está errado? Pois está! Estão tratando de promover a candidatura de seu prefeito, Eduardo Paes (PMDB), à presidência da república em 2018, com o apoio do PT. Ao mesmo tempo, neste ano, o governo do Estado do Rio de Janeiro (o mesmo que pediu socorro ao Município) vai quadruplicar os gastos em propaganda, passando de 14 milhões de reais para 53 milhões de reais. A Assembleia Legislativa aprovou o projeto, que será sancionado pelo governador Luiz Fernando Pezão (PMDB). Além disso, sabe-se agora que o Governo do Rio pagou 20 milhões de reais para Mariah Carey cantar no Reveillon de Copacabana (fonte: http://www.tmz.com/2015/10/18/mariah-carey-brazil-nye/). Como se vê, está tudo virado de ponta cabeça! Que obscuras transações há entre os governos municipal, estadual e federal?
Aliás, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, é a favor da criação da CPMF para cobrar mais impostos do povo, como única forma de melhorar o sistema de saúde. Lógico, quem paga é sempre o povo. Quem esbanja são os políticos, conforme seus interesses pessoais.

Enquanto o prefeito defende a volta da CPMF, que é um imposto ainda mais perverso para o povo pagar, os gastos com os Jogos Olímpicos de 2016 já alcançaram R$ 37,6 bilhões. O orçamento previsto, quando da candidatura brasileira, era de R$ 28,8 bilhões. O aumento da criminalidade no Rio tornou-se um dos pontos centrais de preocupação. Apesar dos altos índices de violência, o número de policiais e militares inicialmente previsto para o evento será consideravelmente menor do que nos jogos de Londres de 2012. Mesmo assim, o Comitê Rio-2016 já aponta para um aumento de, ao menos, 15% no orçamento previsto para a segurança dos jogos, que era de R$ 930 milhões. Este é gasto público, sendo que R$ 350 milhões são bancados pelo Ministério da Justiça e R$ 580 milhões pelo Ministério da Defesa.

Esta insânia não é exclusiva do Rio de JaneiroO Brasil inteiro agoniza e fecha os olhos à crise. A economia brasileira surpreendeu negativamente até os mais pessimistas: inflação perto de 11%, recessão em 3,6% e um déficit de R$ 120 bilhões. A queda de 4,5% do Produto Interno Bruto (PIB), do terceiro trimestre em relação a igual período de 2014, manteve o Brasil na rabeira de um ranking de 42 países elaborado pela Austin Rating. Na penúltima posição (41ª) da lista. Entre julho e setembro a economia brasileira teve desempenho tão ruim que só a Ucrânia conseguiu ser pior! A Ucrânia convive com uma guerra civil e seu PIB encolheu 7% no período. 

Os serviços públicos brasileiros foram destroçados. As epidemias estão fora de controle. Surgiu a microcefalia por causa do vírus transmitido pelo mosquito da dengue. Lembro que em 2014 a presidente Dilma convocou uma cadeia nacional de rádio e televisão para comunicar: “Passamos a garantir, para o futuro, uma massa de recursos jamais imaginada para a Educação e para a Saúde.” Ela anunciava a criação da empresa estatal do pré-sal para administrar ‘fabulosa riqueza’ para Saúde e Educação. Esta empresa já virou ferro-velho! lembro também que, a menos de um ano, a CUT fazia manifestações nas ruas gritando "O PETRÓLEO É NOSSO!" e prometiam dar uma abraço protetor na Petrobrás. A pergunta que então eu me fazia era "Defender a Petrobrás de quem?" (http://almirquites.blogspot.com.br/2015/05/defender-petrobras-contra-quem.html)

A lama da política brasileira acabou por vazar como lama ferrosa sobre o Rio Doce. Morreram pessoas, o meio ambiente foi violentado e vieram à tona as falhas da segurança da empresa e da fiscalização do governo. As perdas são incalculáveis! As sequelas perdurarão por décadas! O Rio Doce pereceu! Foram arruinados seus 650 quilômetros. 

O Brasil fecha os olhos e continua como se nada disso estivesse acontecendo. Dá para perceber que a realidade nua e crua praticamente não influi nos objetivos dos políticos brasileiros. Os projetos, que eles impõem ao país, são levados à frente de qualquer modo, não importa o custo nem o contexto completamente desfavorável. O povo brasileiro não reage, porque em sua grande maioria não entende o que está se passando. São levados simplesmente pela propaganda ufanista e irresponsável disseminada pelo governo.

Há alguma racionalidade nisso? Pois saiba que o ex-presidente Lula e a cúpula do PT ainda insistem no relaxamento da política fiscal e no aumento do crédito, como se os fatos já não houvessem desmoralizado a política de gastança e de estímulo ao consumo dos últimos sete anos!
Mas a presidente Dilma, dizendo-se ;"indignada", havia prometido vigilância! Vejam este vídeo!

Eta pronunciamento porreta! "Não restará pedra sobre pedra..."  "Eu sou a maior presidenta"!  "Doa a quem doer"! 


====

A "presidenta" disse que ia investigar?! Mentira! Ela foi eleita e reeleita com recursos do PETROLÃO. Veja aqui:


A presidente está louca ou sempre foi assim?

Esta insânia não é exclusiva da presidente. Como já disse, o povo brasileiro inteiro agoniza e fecha os olhos à criseAqui, poucos trabalham de verdade e todos têm metade de sua renda confiscada pelo Governo como imposto. 

Festejamos o próprio estado de nonsense. Parece que ainda estou em Hauntingland. Veja aqui:


_______________ 0 0 0 0 ______________


Distribuição farta de material da CUT
====


Change.org
Tratamento desumano dado à idosos em uma clínica no Rio de Janeiro. Há relatos de pacientes amarrados, sem alimento ou banho.

Investiguem e fechem a Clínica Jardim América, que maltrata idosos



__________________________________________________
"""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""
Aviso sobre comentários:
Comentários contra e a favor são bem vindos, mesmo que ácidos, desde que não contenham agressões gratuitas, meros xingamentos, racismos e outras variantes que desqualificam qualquer debatedor. Fundamentem suas opiniões e sejam bem-vindos.

Por favor, evite o anonimato! Escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. 
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
___________________________________________________________
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Busca pelo mês

Almir Quites

Seguir por e-mail

Wikipedia

Resultados da pesquisa