domingo, 30 de novembro de 2014

USO DA ESCOLA PARA DOUTRINAÇÃO POLÍTICA

A. Quites - 28/11/2014
ABUSO E AFRONTA

 A DOUTRINAÇÃO, POLÍTICA OU RELIGIOSA, IMPEDE O EXERCÍCIO DA AUTONOMIA E A CRIAÇÃO DE NOVOS VALORES

Se a democracia brasileira nos permitir expressar nossas idéias, ainda que não agrade nem mesmo ao Governo ou ao seu partido político, então não há razão para os cidadãos serem oprimidos (opressão significa toda e qualquer forma de imposição inconstitucional à liberdade de expressão). 

Criticar o capitalismo é saudável, como qualquer crítica ao que quer que seja. Mas fazer doutrinação política de esquerda nas escolas, usando mentiras e total desrespeito à História e aos estudantes, é crime

O caso da dona de casa Mirian Macedo ficou famoso há três anos atrás. Ao se interessar pelo material didático usado na escola da filha, Mirian levou um susto. O material didático usado pela escola era "panfletagem grosseira" e ela o denunciou como "Porno-marxismo". O artigo da dona-de-casa circulou amplamente na internet. O caso acabou na Justiça. Por meio de uma liminar, o COC (o dono do material que era vendido para as escolas) exigiu a retirada do nome da instituição dos seus artigos, mas a Justiça deu ganho de causa à Mirian

Vejam abaixo alguns exemplos retirados dos textos da COC (em vermelho).


ERROS E DOGMAS ESQUERDISTAS (http://veja.abril.com.br/130607/p_078.shtml)

Trechos das apostilas da 1ª série do ensino
médio do COC e do Colégio Pentágono

"A escravidão no Brasil é justificada pela condição de inferioridade do negro, colocado como animal, pois era 'desprovido de alma' (...). Além da Igreja, que legitimou tal sandice, a quem mais interessava tamanha besteira?"
(Capítulo "Nós e a história", pág. 97 da apostila do COC)
Comentário: a Igreja já era, então, contrária à escravidão. O papa Paulo III escreveu, em 1537: "Ninguém deve ser reduzido à escravidão".

"A dissolução das comunidades neolíticas, como também da propriedade coletiva, deu lugar à propriedade privada e à formação das classes sociais, isto é, a propriedade privada deu origem às desigualdades sociais (...).
(Capítulo "A pré-história", pág. 103 da apostila do COC) 
Comentário: o conceito de "classes sociais" não se aplica a uma sociedade organizada em clãs. As desigualdades subsistem desde que a humanidade vivia da caça, da pesca e da coleta.

"O surgimento da propriedade privada dos meios de produção (...) provocou, na Grécia, a formação da sociedade de classes organizada sob a cidade-estado.
(Capítulo "O período arcaico", pág. 128 da apostila do COC)
Comentário: as classes na Grécia antiga eram determinadas pela ascendência dos cidadãos – e não por sua riqueza.

"Como se conjuga um empresário: vendeu, ganhou, lucrou, lesou, explorou, burlou... convocou, elogiou, bolinou, estimulou, beijou, convidou... despiu-se... deitou-se, mexeu, gemeu, fungou, babou, antecipou, frustrou...
(Pág. 14 da apostila de redação do Pentágono)   
Comentário: tolice ideológica que, além de ser sem graça, predispõe os alunos contra o sistema de geração e distribuição de riqueza que é a base da democracia, a economia de mercado.

O que está sendo incutido na cabeça dos nossos filhos é a ideia de que os esquerdistas (autodenominados de socialistas) são os únicos que querem melhorar a vida dos mais pobres. Os demais seriam os que querem piorar a vida dos mais pobres. Óbvio que isto não é verdade! 

Os socialistas não querem melhorar a vida dos mais pobres e alguns deles, que realmente almejam isto, não são os únicos, porque são acompanhados de muitos não-socialistas (que eles denominam "de direita" e os quais eles teimam em não reconhecer). O que eles de fato fazem é monopolizar as virtudes. 

Quem de fato melhorou a vida dos mais pobres foi o capitalismo, uma economia liberal com foco na busca do lucro em ambiente de livre concorrência. A História, a ciência, não a panfletagem, mostra isso claramente. O comunismo falhou completamente em todas as partes do mundo em que foi implantado. A sociedade ruiu e ditaduras bárbaras foram implantadas. Os esquerdistas argumentam que "o socialismo deu errado por que não foi posto em prática exatamente como descrito por Karl Marx". Ora, a doutrina de Marx, que erradamente chamam de socialismo científico, não é verdade científica. Uma teoria só é científica se a realidade corrobora com a mesma. Não é o caso. A História mostra que toda a vez que se experimentou alguma aplicação da teoria socialista “científica”, ela se provou absolutamente incorreta. 

Para os fanáticos a teoria marxista é uma teoria científica correta a priori. 

A sociedade humana é rica justamente por sua diversidade. Os revolucionários esquecem isso e querem por cabresto em todos os cidadãos. O que os socialistas efetivamente querem é tirar dos ricos, pois partem da premissa de economia como jogo de soma zero, em que alguém, para ficar rico, precisa tirar de outrem.  Ou seja, o lucro seria uma exploração, uma “mais-valia”. Rejeitam a ideia de mérito, de vocações e dons distintos, o que sempre levará a desigualdades em ambiente de liberdade. 

A tarefa de por cabresto em todo mundo começa bem cedo, pela doutrinação de criancinhas! Este processo de lavagem cerebral pode levar a um processo corrosivo da mente, doença cerebral de difícil reversão, cujo sintoma é o FANATISMO!

Sobre isso, há um artigo recente matéria publicado por Gustavo Ioschpe (1), que leva o título: “Estamos acabando com o Brasil”.

Outro excelente artigo, de Guilherme Fiuza, incorporado aqui, abaixo, mostra como se destrói, já na tenra idade, a cidadania dos futuros eleitores do Brasil. Trata da explícita desonestidade da doutrinação ideológica petista, que não respeita sequer nossas inocentes crianças, no afã de conquistá-los como massa para a manobra do partido, adotando para isto a técnica da lavagem cerebral nas escolas. Texto em azul.

Leiam, também as notas de rodapé.

Os companheiros privatizaram a verdade
(Guilherme Fiuza, Época de 16/11/2014)

Teste de história para o terceiro ano do ensino médio, numa escola particular do Rio de Janeiro bem colocada no ranking acadêmico:

"O presidente eleito (FHC) governou o Brasil por dois mandatos, iniciando a consolidação da política neoliberal no país, principiada pelos presidentes Collor e Itamar Franco. Sobre os dois mandatos (1995-2002), pode-se afirmar que se caracterizam:

e) pelo limitado crescimento econômico; privatização das empresas estatais (2); diminuição do tamanho do Estado; e apagão energético, que levou ao racionamento e ao aumento do custo da energia.”

A alternativa "e", acima, é a resposta correta, segundo o professor que aplicou o teste. As quatro alternativas erradas são recheadas de bondades sociais, naturalmente identificadas pelos isentos elaboradores do teste com os governos do PT - muito distantes das maldades neoliberais de FHC. É muito grave o que acontece no Brasil. Um arrastão que mistura má-fé e credulidade empreende uma lavagem cerebral no país

Vamos repetir o termo, para destacá-lo da frase anterior, que ficou um pouco longa: lavagem cerebral.

O exemplo acima é um retrato triste, vergonhoso, do que se passa nas bases da civilização brasileira. A transmissão do conhecimento no Brasil está empesteada pelo vírus ideológico - aquele que sabota a cultura e prostitui a verdade. Nada, absolutamente nada, pode ser mais grave para uma civilização. A quebra da confiança no saber destrói uma sociedade. Quando os monstros nazistas e comunistas foram pegos na mentira, o flagelo social já estava consumado - com a complacência da coletividade.

O PT caminha para 16 anos no poder. Engana-se quem vê inflação e recessão como os piores produtos de uma gestão desonesta. O pior produto é o envenenamento das instituições - gradual, sorrateiro, letal. O brasileiro, esse ser dócil, acha que o julgamento do mensalão foi um filme de época. Recusa-se a perceber que aquele golpe (submeter o patrimônio público a interesses partidários) se aprofunda há 12 anos. O PT montou uma diretoria na Petrobras para a sucção bilionária do dinheiro do contribuinte. Qual é o grande escudo para mais esse assalto? É a lavagem cerebral.

O Brasil engole o assalto petista porque está embriagado dos clichês de bondade, associados aos heróis da vagabundagem. Eles são administrativamente desastrosos e contam com grande elenco de pilantras condenados, mas pelo menos não são "neoliberais de direita". É esse o truque tosco do teste escolar aqui citado.

O que é uma "política neoliberal", prezados mestres da panfletagem?

Por acaso vocês se referem à abertura econômica do país, com o avanço de prosperidade dela advindo? Claro que não. Vocês citaram "neoliberal" como um palavrão, cuspido pelo "filho do Brasil" num desses palanques em que ele mora. Vocês não têm nem uma pontinha de vergonha de resumir os anos FHC a um "limitado crescimento econômico" - tendo sido esse o governo que deu ao Brasil uma moeda de verdade?

Não, Ok. Vocês não têm vergonha de nada. Nem de escrever que, nesse período, se deu "a privatização das empresas estatais".

Como assim? Todas? Acrescentem ao menos: com exceção de empresas como Petrobras, Correios e Banco do Brasil, que permaneceram públicas para que os companheiros pudessem fazer nelas seus negócios privados. Vocês também poderiam, prezados mestres da educação brasileira, escrever que FHC privatizou a telefonia agonizante e, assim, melhorou a vida dos pobres. Não, desculpem: os pobres pertencem a vocês, e a seus patrões petistas. "Privatização das empresas estatais" - mais um palavrão ideológico, cuspido nos ouvidos de estudantes adolescentes. Prezados professores: vocês são uns covardes.

Nem merece retificação a referência ao "apagão" - que só aconteceu nas suas mentes obscuras. O que vocês devem admirar é a mentira progressista das tarifas de energia e gasolina, que finge dar ao consumidor o que rouba do contribuinte. Ou os truques da contabilidade criativa e do adestramento de dados no Ipea e no IBGE.

O país é hoje comido por dentro. Só passará no vestibular se responder a uma questão, antes de qualquer outra: Dilma sabia ou não sabia do petrolão? Tapem os ouvidos, prezados lavadores de cérebros.

*******
 Notas de rodapé:

(1) http://rota2014.blogspot.com.br/2014/11/gustavo-ioschpe-estamos-acabando-com-o.html

(2) “Privatização das empresas estatais...” O que a redação petista quer inculcar no cérebro virgem dos jovens é a ideia de que todas as estatais foram privatizadas no governo FHC. Mentira! A desonestidade do texto é tamanha que finge serem inexistentes as privatizações petistas, como a dos grandes aeroportos brasileiros e as privatizações na área do petróleo, como a do campo de Libra, o mais valioso campo de petróleo brasileiro. Privatização, para os desonestos doutrinadores, é palavrão que só se aplica ao governo de FHC, nunca ao do PT. Com este tipo de desonestidade, não surpreende que a Petrobras tenha sido roubada para o Mensalão II, hoje chamado de Petrolão. Não surpreende, ainda, que o Estado brasileiro tenha sido privatizado (aparelhado) pelo PT. 



O  fanático não se interessa pela verdade, porque é fiel à sua crença. Logo, é mentiroso.

Por fim, uma quadrinha heptassilábica (sílabas fonéticas) que compus sobre este tema:

O Fanático é demente.
Mente tão completamente,
que afinal consegue crer 
no que tanto finge crer.
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Vejam também:
    __________________________________________________
    """"""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""
    Aviso sobre comentários:
    Comentários contra e a favor são bem vindos, mesmo que ácidos, desde que não contenham agressões gratuitas, meros xingamentos, racismos e outras variantes que desqualificam qualquer debatedor. Fundamentem suas opiniões e sejam bem-vindos.

    Por favor, evite o anonimato! Escreva o seu nome no final do seu comentário.
    Não use CAIXA ALTA, isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. 
    Obrigado pela sua participação!
    Volte sempre!
    ___________________________________________________________
    ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Busca pelo mês

    Almir Quites

    Seguir por e-mail

    Wikipedia

    Resultados da pesquisa