segunda-feira, 15 de setembro de 2014

POLÍTICA NO BRASIL É PANTOMIMA RUDE!


15/09/2014
Atualizado em 21/10/2014


Baixarias na propaganda política do PT nunca foram novidade. O partido do governo mente demais e deseduca o Brasil. Nesta eleição (2014), no primeiro turno, ele tem mais tempo de TV do que todos os demais partidos somados. Como fazer para refutar todas as mentiras?

Parece-me que este partido já nasceu sem ética, mas enganou a todos. Hoje governa o Brasil sob a tutela do Foro de São Paulo, a organização fundada por Lula e Fidel Castro, destinada a cubanizar a América Latina de norte a sul.

Agora, fica-se sabendo que o PT paga chantagistas para evitar que a roubalheira da Petrobras venha à tona. 
 O PT contrata chantagistas! Antigamente eu duvidaria de uma notícias deste tipo. Hoje, já não posso duvidar!

Trata-se de mais um crime de Estado cuja consequência, num país sério, seria o "impeachment" (a deposição) do/da presidente. Mas, para que um país seja sério, é preciso que a maioria dos cidadãos sejam sérios. Um país se constitui como Nação não pelo seu território, mas por aqueles que nele habitam. O Brasil é hoje uma terra-sem-lei, onde ainda se faz “justiça com as próprias mãos".

O rombo na Petrobras, quanto é mesmo? Na verdade ninguém pode fazer ideia. Tudo é secreto, sigiloso, como convém a todos os governo totalitários.

Desde o momento em que FHC passou a faixa presidencial a Lula, iniciou-se a pilhagem dos cofres estatais. O que dela se conhece é apenas uma minúscula pontinha do iceberg. Grandes roubos dos cofres públicos passam pelo BNDES, mas ninguém sabe o quanto foi roubado do Brasil por esta via. Quanto foi levado, por exemplo, para a manter a ditadura cubana no poder? O PT alega "sigilo bancário", uma piada cínica, já que os recursos do BNDES pertencem ao Tesouro Nacional, cuja movimentação e aplicação deveriam passar às claras sob o crivo do Congresso Nacional!

O que aconteceu com o nosso Brasil? Brutalizou-se.

Em 2007, Lula perdeu a eleição quando foi denunciado que oferecera dinheiro para que a namorada Miriam Cordeiro abortasse. Naquela época, Lula ainda não estava acima do bem e do mal!

Antes da era Lula, quando um ministro fosse acusado de corrupção, ainda que fosse obviamente inocente, era imediatamente afastado do cargo para que se defendesse sem comprometer a credibilidade do governo.

Depois de Lula, os maus exemplos foram tão frequentes e tão grandes, que a sociedade brasileira regrediu, os valores morais e éticos secaram, feneceram. Hoje, mesmo com milhares de denúncias contra os governantes, inclusive a condenação dos mais altos dirigentes, como no caso do Mensalão, ainda assim, nada tem efeito sobre a sociedade. O povo brasileiro virou zumbi, que só se alimenta de propaganda. Já não há indignação. Falem sobre os escândalos a vontade, falem sobre Foro de São Paulo, ou o Decreto 8243, ou sobre a aliança com as FARCs e vocês comprovarão que ninguém se importa. No entanto, nas mentiras que eles contam, através de sua enorme máquina de propaganda, grande parte do povo acredita. 


Até há pouco, um ladrão, flagrado pelas câmaras de TV recebendo propina, era o líder disparado na intenção de voto para o governo do Distrito Federal! Os eleitores de todo o Brasil viram Roberto Arruda recebendo propina, fato que o levou a perder o mandato de governador e o pôs, por alguns dias apenas, na prisão. Mas já não se dá importância ao fato. O roubo do dinheiro público, na era Lula, tornou-se fato tão corriqueiro que gerou este estado de torpor e indiferença ante a corrupção, o qual hoje permeia toda a sociedade brasileira, de alto a baixo.

Para a maioria dos "intelectuais de esquerda", entre o que eles obscuramente chamam de "políticas de direita" e a roubalheira do erário público é preferível a roubalheira. Eles amam Cuba, adoram ditadores e odeiam democratas.

Há quanto tempo o Brasil aceita, semana após semana, dezenas ou centenas de escândalos revelados, postos à luz do dia? Chego a sentir vergonha de ser brasileiro.

Recentemente veio à tona um dos maiores escândalos de corrupção por denúncias de um importante ex-diretor da Petrobras, a maior empresa do país, e nada mudou no quadro eleitoral? Paulo Roberto Costa era homem de confiança do próprio governo. Consta que Lula o chamava carinhosamente de “Paulinho”.


Tenho amigos petistas que andam magoados, queixando-se do ódio que as pessoas sentem pelo PT. É ódio mesmo! Alguns deles tentam explicar tamanho ódio como uma reação aos méritos do PT! Seria um reação dos ricos e dos invejosos. Absurdo, os amigos petistas haverão de compreender que isto não existia antes. O ódio foi plantado pelo próprio PT. O antipetismo é uma reação. Há outros motivos mais plausíveis para esta aversão, como a atitude religiosa e excludente dos petistas, que que atribuem a si mesmos o monopólio da correção política e da expressão das bandeiras de causas populares.

​A maior ruína da passagem do PT pelo ​governo federal não será a econômica, mas a moral. Nunca antes na história deste país houve uma ​tamanha ​banalização do crime. A percepção de que “todos roubam” tomou conta do país, como se o roubo de um ladrão justificasse o do outro. A propaganda enganosa e poderosa do PT, somada ​ao fanatismo de muitos jornalistas e pseudo-intelectuais universitários, levou a esse quadro de passividade, ​indiferença, nesta sociedade de mortos-vivos, como em 
Hauntingland
​ ​

Quando Lula foi reeleito em 2006, ​mesmo ​no auge do escândalo do mensalão, os sinais ​de debilidade d​a nossa Hauntingland já eram ​evidentes. ​Hoje, como mudar este quadro? ​A economia ​está ​em recessão, a inflação está de volta. Escândalos​ emergem com ​maior frequência e gravidade. Como conseguimos continuar inertes? ​Como ​pode haver quem deseje a continuação disso? É muito descaso com a ética e até com a economia. É irracional e indecente.

A campanha eleitoral brasileira é uma farsa. É horrível ver candidatos com 15 segundos para pedir voto pela TV! É chocante ver pessoas, até crianças e idosos, empunhando bandeiras nas esquinas com a foto e o número do candidato. Bandos de zumbis pagos!

Nesta eleição de 2014, foi usada a velha tática de "dividir para conquistar". No caso, trata-se de dividir a oposição com uma falsa oposição mais populista. O PSB sempre foi umbilicalmente ligado ao PT, como Marina foi ligada ao PT e ao Foro de São Paulo. Depois do desaparecimento de Eduardo Campos, ela evoluiu para a tática do "voto útil", induzido pela propaganda política, incluindo aí as chamadas "pesquisas de opinião".

"Dividir para conquistar" é uma tática muito, mas muito antiga mesmo! Em política e sociologia, "dividir para conquistar" ou "dividir para reinar" (derivado do grego: διαίρει καὶ βασίλευε), consiste em ganhar o controle político através da fragmentação dos adversários. Esse conceito foi utilizado por governantes romanos ("divide ut regnes" ou "divide et impera", em latim) e também pelo imperador francês Napoleão Bonaparte ("divide and conquer")além de muitos outros.


Afinal, no Brasil, ainda não descobrimos o que um governo deve fazer para não ser reeleito. Está demonstrado que os políticos do governo podem mentir à vontade, podem roubar à vontade, podem ter seus crimes comprovados, serem condenados e presos, podem aparelhar o Estado à vontade, podem até comprar congressistas, podem ser ineficientes, podem encher a máquina estatal de amigos e pelegos, podem usar as empresas estatais do jeito que bem entenderem, podem enfiar pelegos nas Agências Reguladoras, podem aumentar a carga tributária sem contrapartida na qualidade dos serviços públicos, podem apoiar criminosos condenados, podem apadrinhar ditaduras, podem fazer propaganda de obras que não fizeram, podem superfaturar obras, podem tentar reduzir a liberdade de imprensa etc. Contudo isso o povo não reage! As pesquisas de opinião não detectam rejeição popular! O que precisa mais?

Ou o povo brasileiro está maluco, como em Hauntingland (ver abaixo), ou a mídia, os institutos de pesquisa de opinião (como IBOPE e DATAFOLHA) e o sistema eleitoral são manipulados

Atualmente Ibope e Datafolha apontam vantagem de 2% para a presidente Dilma sobre Aécio Neves. No entanto, usando teoricamente a mesma metodologia e com a mesmas margem de erro e de confiança, a pesquisa Istoé/Sensus, divulgada nesta sexta (17) mostra o candidato Aécio Neves, à frente de Dilma Rousseff. Aécio tem 56,4% dos votos válidos, contra 43,6% da atual presidente. A pesquisa do Instituto Veritá, divulgada em 21/10/2014, mostra o Aécio Neves, com 53,2% dos votos válidos, contra 46,8% da presidente Dilma Rousseff. 

A verdade é que a metodologia real ou a sua aplicação são diferentes. Qual instituto de pesquisa merece mais confiança? Por que a mídia só divulga amplamente as pesquisas do Ibope e do Datafolha?

O histórico das pesquisas eleitorais do IBOPE E DO DATA FOLHA é péssimo. Pior ainda, os erros tendem a favorecer sempre os petistas. O fato é que o PT costuma ter menos votos do que as pesquisas apontam.

Vejam a seguinte tabela:

Pesquisas eleitorais

É assim que o Brasil encara o que devia ser um simples e muito importante dever cívico, as eleições. 

Por fim, não posso de deixar de lado o mais importante! 

Como este povo aceita este sistema eleitoral falso, baseado na fé do povo brasileiro? Sobre isto, convido-os a ler o conto das urnas eletrônicas e o protesto do Joãozinho. Leia aqui:


Para finalizar, em pesquisa do próprio Datafolha, simulando a urna eleitoral, foi constatado que apenas 51% acertam número de candidato à Presidência.


POLÍTICA, NO BRASIL, É PANTOMIMA RUDE!


^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^

LULA E SUA LÓGICA

== video==


MENSAGEM DO FUTURO

0000


Sobre as barbaridades ditas pela propaganda eleitoral sobre economia, leia mais aqui:
1) Manifesto de professores universitários de economia 
2) Números bobos e falso dinamismo
3) Desonestidades em ano eleitoral
4) Uma noite em Hauntingland


____________________________________________________________________________
""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""
Aviso sobre comentários:
Comentários contra e a favor são bem vindos, mesmo que ácidos, desde que não contenham agressões gratuitas, meros xingamentos, racismos e outras variantes que desqualificam qualquer debatedor. Fundamentem suas opiniões e sejam bem-vindos.

Por favor, evite o anonimato! Escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. 
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
___________________________________________________________
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Busca pelo mês

Almir Quites

Seguir por e-mail

Wikipedia

Resultados da pesquisa